‘Muita ambição’ foi determinante para vitória ao sprint

Ciclismo | Luís Gomes triunfou na Póvoa de Varzim em prova clássica da primavera invernsisa

Ciclismo | Luís Gomes triunfou na Póvoa de Varzim em prova clássica da primavera invernsisa

Pub

 

 

A Póvoa de Varzim recebeu, ontem de manhã, a mais antiga Clássica portuguesa de ciclismo. Prova de referência a nível nacional, em particular para ciclistas profissionais e sub-23 do panorama nacional, a XXIV Clássica da Primavera coroou Luís Gomes, ciclista de Oliveira de Azeméis, como o grande vencedor da 24ª edição.

A Clássica da Primavera, prova iniciada há 25 anos por Octávio Silva, reuniu um pelotão de quase 160 ciclistas para um percurso, de cerca de 140 quilómetros, bastante sinuoso e complicado. Realizada debaixo de chuva intensa e baixas temperaturas, a competição consistiu num percurso de sete voltas, semelhante ao de anteriores  edições, culminando na sempre complicada subida em empedrado ao Monte de S. Félix.

O seletivo trajeto tem permitido o sucesso de fugas de corredores possantes, no entanto, também há registo de edições em que tudo se decide ao sprint, ficando a expectativa.

Este ano, a discussão do triunfo final foi feita em sprint, com Luís Gomes, da Kelly/InOutBuild/UDO, a superiorizar-se ao seu mais direto perseguidor, Rafael Silva, da Efapel. O ciclista russo Aleksandr Grigorev, da Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel, fechou o pódio.

A primeira grande vitória do ano vai assim para a Oliveirense, graças a uma fuga iniciada logo na primeira das sete voltas entre a Póvoa de Varzim e o Monte S. Félix. A prova, realizada no circuito que tem na subida de empedrado para o Monte Félix o seu ponto mais difícil, começou a definir-se logo no início, ainda na primeira das sete voltas, destaca Carlos Flórido, n’ O Jogo.

A passagem dos quilómetros acabaria por marcar a corrida, selecionando os homens que ficariam nos primeiros lugares e disputariam a vitória, o que aconteceu em discussão ao sprint entre um núcleo mais restrito dos fugitivos iniciais. Rafael Silva (Efapel) arrancou mais cedo, mas Luís Gomes revelou uma melhor ponta final e venceu diante do adversário, curiosamente seu colega de treino.

“Viemos para esta prova com muita ambição, mexendo na corrida desde muito cedo. Eu e o Fábio Costa, que estávamos na fuga, sabíamos que tínhamos de aproveitar o Monte S. Félix para eliminar alguns sprinters. Foi isso que fizemos”, explicou Luís Gomes, nas declarações prestadas a Carlos Flórido, sobre o segredo da primeira vitória da Kelly/Oliveirense na época de 2020.

Coletivamente, a Efapel foi a grande vencedora da competição e viu ainda o seu atleta Tiago Machado vencer a geral das metas volantes. Luís Gomes ganhou igualmente a classificação da montanha e Hugo Nunes, da Rádio Popular/Boavista, alcançou o primeiro lugar na geral do pavé.

Organizada pela Associação de Ciclismo do Porto em colaboração com o Centro Cultural e Desportiva de Navais, com o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, a XXIV Clássica da Primavera contou ainda com o apoio das das juntas de freguesia de Aguçadoura, Navais, Estela, Aver-o-mar, Amorim, Terroso e Laúndos.

O pelotão nacional de estrada volta a juntar-se no próximo domingo, na Clássica da Arrábida, prova internacional que ligará Setúbal a Palmela.

Classificação

 

Fonte: PVZ – CDC Navais, Município da Póvoa de Varzim, Ciclismo, O Jogo; Imagens: (0, 1) PVZ – CDC Navais, (2) Município da Póvoa de Varzim

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Desporto

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.