Consulta pública junto da comunidade educativa decorre durante o mês de março

Ensino | Conselho Municipal de Educação de Famalicão arranca com a revisão da Carta Educativa para 2020-2030

Ensino | Conselho Municipal de Educação de Famalicão arranca com a revisão da Carta Educativa para 2020-2030

Pub

 

 

Na passada terça-feira, 3 de março, reuniu, em sessão ordinária, coordenada por Leonel Rocha, vereador da Educação do Município de Famalicão, o Conselho Municipal de Educação tendo como objetivo dar inicio ao processo de revisão da Carta Educativa para 2020-2030.

A carta educativa é, a nível municipal, o instrumento de planeamento e ordenamento prospetivo de edifícios e equipamentos educativos a localizar no município, de acordo com as ofertas de educação e formação que seja necessário satisfazer, tendo em vista a melhor utilização dos recursos educativos, no quadro do desenvolvimento demográfico e socioeconómico.

Foram apresentados, nesta primeira fase, os dados consolidados dos últimos cinco anos letivos da rede escolar e educativa e as projeções demográficas escolares para os próximos cinco e dez anos.

A proposta de cronograma de elaboração da Carta Educativa prevê e está, no decurso deste mês, em fase de consulta pública à comunidade educativa, com reuniões previstas com comunidades educativas dos agrupamentos de escolas, escolas e entidades não agrupadas, juntas de freguesias, associações de pais e encarregados de educação, associações de estudantes e demais atores e parceiros educativos, para recolha de propostas e sugestões de reorganização e reordenamento da nossa rede educativa escolar e respetivas propostas de intervenção.

O documento estará concluído neste primeiro semestre de 2020, seguindo-se o envio para pronúncia e aprovação dos órgãos municipais e nacionais.

 

Fonte e Imagem: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.