Depois do surgimento do primeiro infetado na cidade, Reitoria da UMinho decide-se pela prevenção e controlo da Covid-19 entre os seus alunos

Coronavírus | Universidade do Minho suspende aulas em Braga

Coronavírus | Universidade do Minho suspende aulas em Braga

 

Estando confirmado, pelas autoridades de saúde, um caso de COVID-19 na comunidade universitária que desenvolve a sua atividade no campus de Gualtar e considerando a necessidade de a Universidade assumir uma posição que contribua ativamente para a prevenção e o controlo da COVID-19, tendo em conta as recomendações da Comissão de Elaboração e Gestão do Plano de Contingência Interno COVID-19, Rui Vieira de Castro, o Reitor da Universidade do Minho fez saber que as atividades letivas se encontram suspensas.

Assim, determina-se:

  1. Não são autorizadas, a partir de hoje, deslocações em serviço;
    2. São suspensas as deslocações em serviço que tenham sido previamente autorizadas;
    3. É encerrado o edifício do Instituto de Ciências Sociais (Edifício 15 do campus de Gualtar);
    4. São suspensas as atividades pedagógicas no campus de Gualtar;
    5. São encerrados os serviços de bibliotecas e as unidades alimentares no campus de Gualtar;
    6. São suspensos os eventos e atividades desportivas no campus de Gualtar;
    7. É suspensa a realização de conferências, seminários, cerimónias e eventos de natureza similar no campus de Gualtar;
    8. Professores, investigadores, trabalhadores técnicos, administrativos e de gestão e estudantes oriundos de países com casos confirmados de Covid-19 devem voluntariamente submeter-se a um período de quarentena, de 14 dias, após a sua chegada ao país;
    9. O modo de funcionamento das unidades de serviços da Universidade, dos Serviços de Ação Social e dos serviços das unidades orgânicas, com atividade no campus de Gualtar, será fixado até ao final do dia 8 de março, sendo o mesmo posteriormente comunicado aos respetivos trabalhadores; e
    10. Até que se encontrem disponíveis soluções de desinfeção para colocação ao lado dos terminais de leitura biométrica para controlo de assiduidade, está suspensa a utilização destes equipamentos. O controlo e validação de assiduidade no período em que estiver suspensa a utilização dos referidos terminais será feita pelo respetivo superior hierárquico direto.Adicionalmente, recomenda-se que seja reduzida ao mínimo a utilização das instalações da Universidade em Gualtar pelos membros da comunidade universitária.

Fonte e Imagem: UM

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.