Debate acontece no auditório da CESPU

Ensino | Famalicão discute autonomia e flexibilização curricular

Ensino | Famalicão discute autonomia e flexibilização curricular

Pub

 

 

Autonomia e Flexibilização Curricular: desafios educativos: o papel das autarquias e dos pais” é o tema da próxima ação do Ciclo de Conferências em Educação, que vai decorrer no dia 19 fevereiro, pelas 21h00, no auditório da CESPU, em Vila Nova de Famalicão.

Trata-se de uma organização do Município de Vila Nova de Famalicão, em parceria com a Associação Famalicão em Transição, Federação Concelhia das Associações de Pais de Famalicão e o Centro de Formação de Associação de Escolas de Vila Nova de Famalicão.

A reflexão é orientada por Ariana Cosme, doutorada em Ciências da Educação pela Universidade do Porto, professora na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação na mesma universidade onde coordena mestrados, cursos de pós-graduação e formação contínua de professores e integra a coordenação do Observatório de Vida nas Escolas e do Programa de Mentoria.

A conferencista é perita externa em escolas TEIP, PPIPs, avaliadora da IGEC na Avaliação Externa de Agrupamentos de Escolas. Foi consultora do Ministério da Educação para o Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular de que é a avaliadora externa. É associada do Movimento da Escola Moderna Portuguesa desde 1980. É, também, autora de diversos livros e artigos, entre os quais Autonomia e Flexibilidade Curricular – Propostas e Estratégias de Ação e Cidadania e Desenvolvimento- Propostas e Estratégias de Ação (em coautoria com Rui Trindade), publicados pela Porto Editora.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição no portal da educação em Famalicão Educativo.

 

Fonte e Imagem: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.