Deputada do Bloco de Esquerda reuniu com a Molima

Ambiente | Maria Manuel Rola preocupada com água e Rio Lima

Ambiente | Maria Manuel Rola preocupada com água e Rio Lima

Pub

 

 

A deputada do Bloco de Esquerda, Maria Manuel Rola esteve reunida com a Molima – Movimento para a defesa do Rio Lima, para se inteirar da qualidade da água do rio Lima e seus afluentes, nomeadamente o Labruja. A reunião versou também a recente privatização da água, em contraciclo com o que tem vindo a ser a proposta de reversão das privatizações que se faz sentir necessária no país.

A água é um recurso fundamental para a vida humana e uma componente essencial dos ecossistemas naturais. A sua dinâmica de circulação impõe regras de utilização e medidas específicas de salvaguarda e as lógicas utilitaristas do passado não podem mais presidir ao uso dos recursos como anteriormente.

O aumento do consumo de água a nível agrícola e industrial e o exponencial aumento de poluição determina a degradação do estado da água dos rios, lagos, estuários, aquíferos e águas costeiras. Degradação esta associada à redução dos caudais pelo efeito das alterações climáticas e da artificialização dos cursos de água, associada à descarga de esgotos domésticos e industriais e de águas de rega, com fortes cargas poluentes.

Todos estes problemas se sentem particularmente no Rio Lima. E embora se saiba já que é mais barato e simples prevenir do que remediar, o que se tem feito sai caro ao erário público, com ETAR’s que funcionam mal, descargas ilegais e com um alegado colapso da indústria da pedra e intervenções desastrosas na vida corrente do rio Lima, que dificultam a pesca e o artificializam desnecessariamente.

“O Bloco de Esquerda está preocupado com a qualidade da água do Rio Lima e seus afluentes, devido às sucessivas descargas no rio Labruja e o mau funcionamento de algumas estações de tratamento. Está também preocupado com as construções em leito de cheia, nomeadamente a ciclovia e o estacionamento na zona do areal. Tem de existir um avanço no sentido da regressão da ocupação humana dos leitos dos rios, e o Lima é um exemplo dessa necessidade”, refere o partido.

O Bloco de Esquerda mostra-se igualmente preocupado com o aparecimento de lontras (espécie com proteção legal) e alguns peixes mortos no rio Lima, junto à Ecovia, em Além Ponte, tendo já questionado o Ministério do Ambiente e Ação Climática sobre o sucedido e feito o requerimento do resultado de análise toxicológica.

Crítico em relação à atuação da autarquia, o partido lamenta que esta “não dê a importância devida ao rio e às suas margens, transformando-as em parque de estacionamento e construindo uma ecopista que não passa de uma “aquapista”. O Bloco de Esquerda defende por isso a existência de “um plano de proteção do rio Lima e seus afluentes, identificando todos os focos de poluição, responsabilizando os infratores, protegendo toda a fauna e flora e devolvendo as margens do rio ao lazer”. Em relação à recente privatização da água da rede pública, o Bloco deixa também apreciação negativa, optando por efetuar uma condenação, uma vez que “trará aumentos para os munícipes de Ponte de Lima e da região e, como temos vindo a perceber pela experiência em outros locais, pior qualidade de serviço”.

Fonte e Imagens: BE

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.