Paulo Cunha visita associação no âmbito do Roteiro pela Inovação

Alex Ryu Jitsu | Estilo de artes marciais criado pelo famalicense Alexandre Carvalho conquista miúdos e graúdos

Alex Ryu Jitsu | Estilo de artes marciais criado pelo famalicense Alexandre Carvalho conquista miúdos e graúdos

Pub

 

 

Vinte e oito academias e perto de 1000 atletas no ativo, cerca de metade dos quais da área da formação. Os números da atividade da Associação Alex-Ryu-Jitsu são esclarecedores quanto à vitalidade desta coletividade de Artes Marciais que nasceu em Vila Nova de Famalicão pela mão do mestre Alexandre Carvalho, ele próprio criador do estilo que dá nome à associação e federação que fundou e preside.

A história da Associação e Federação Alex Ryu Jitsu vai ser alvo do próximo Roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão, amanhã, sexta-feira, 17 de janeiro, pelas 19h30, no Pavilhão Desportivo da PSP de Vila Nova de Famalicão.

A Associação realiza várias atividades anualmente, campeonatos de âmbito regional e nacional, e os seus atletas participam com frequência em vários campeonatos, de estilos semelhantes, por todo o país e no estrangeiro.  Estão filiados na federação internacional, United States Karaté Association (U.S.K.A.), com sede nos Estados Unidos e em Madrid. Estão devidamente inscritos e reconhecidos pelo IPDJ e todos os instrutores e mestres possuem a cédula de treinador, documento exigido por esta última entidade para poderem promover a prática desportiva.

Para além do trabalho de academia, a federação é frequentemente convidada para ministrar cursos de defesa pessoal às forças de segurança, nomeadamente PSP, Policias Municipais, GNR e Guardas Prisionais.

As muitas páginas da história da Associação confundem-se com a história do seu fundador e têm a marca da paixão, da persistência e do crer. Milhares de jovens de Famalicão receberam e recebem os princípios de uma modalidade que vai muito além de um estilo de luta.

Fonte e Imagens: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.