Associação aprova Plano de Atividades e Orçamento para o próximo ano

Viver | Em 2020, Engenho continuará a servir a comunidade e o seu território contribuindo para reforçar a sua coesão

Viver | Em 2020, Engenho continuará a servir a comunidade e o seu território contribuindo para reforçar a sua coesão

Pub

 

 

 

“Assegurar a sustentabilidade económica e financeira da instituição, garantir o bom funcionamento de todas as respostas sociais e serviços com níveis elevados de qualidade e honrar compromissos perante terceiros são os grandes e permanentes desafios da Engenho – Associação para o Desenvolvimento Local do Vale do Este em 2020″, declarou o presidente da direção, Manuel Augusto de Araújo. A explanação foi proferida na Assembleia Geral realizada na manhã do passado domingo, 17 de novembro, no Centro de Apoio Comunitário da instituição, em Arnoso Santa Maria, Vila Nova de Famalicão, altura em que os associados da Engenho aprovaram, por unanimidade, o Plano de Atividades e Orçamento para o próximo ano.

Este responsável da Associação frisou ainda que “há linhas mestras e objetivos que se devem manter, pois, numa instituição como a ENGENHO, o rumo deverá ter sempre o mesmo sentido: servir a comunidade e o seu território de intervenção contribuindo para reforçar a coesão social e territorial”.

No que se refere ao Orçamento da instituição, estão previstos rendimentos e gastos na ordem de 1.900.000,00 euros, sendo parte significativa da despesa, mais de um milhão de euros, alocada à massa salarial dos seus 85 colaboradores diretos. Considerando que os gastos da Associação também se encontram muito condicionados pelas “geografias da periferia, territórios de baixa densidade e equipamentos desconcentrados da ENGENHO”, Manuel Augusto de Araújo aproveitou a ocasião para reivindicar novos modelos e medidas de apoio, por parte do Estado, no âmbito do compromisso de cooperação com as organizações do setor social e solidário, ajustados aos “contextos, realidades, problemáticas e dinâmicas” em curso.

Fonte e Imagem: Engenho

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Local, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.