Objetivos principais passam por ‘reinventar Barcelos’ e reforçar presença da JSD no concelho

JSD | Miguel Fernandes eleito novo presidente da Comissão Política Concelhia de Barcelos

JSD | Miguel Fernandes eleito novo presidente da Comissão Política Concelhia de Barcelos

Pub

 

 

Em resultado de sufrágio decorrido anteontem, dia 16 de novembro,  foi eleita uma nova Comissão Política e Mesa do Plenário da concelhia da Juventude Social Democrata de Barcelos. A lista vencedora era encabeçada por Miguel Fernandes. Segundo nota emitida, a JSD Barcelos pretende, no próximo biénio 2019-2021, “reinventar a forma de estar e de fazer política no concelho de Barcelos”. Mais, “a JSD Barcelos sai deste ato eleitoral reforçada, com jovens representativos de todo o concelho”.

“Durante o mandato, queremos contribuir positivamente para o desenvolvimento do nosso concelho. Vamos estar atentos aos problemas que existem em Barcelos e pretendemos alertar as entidades competentes para a resolução dos mesmos. É nosso objetivo fortalecer a presença da JSD no concelho de Barcelos, através de atividades de formação pessoal e interpessoal, da promoção debates com temáticas que nos importem sobretudo a nós, jovens, e através da apresentação de propostas políticas que visem colaborar para o aumento da qualidade de vida, bem como a fixação de juventude no nosso concelho”, refere a nova Comissão Política.

Salientando o facto de Barcelos ser um concelho jovem e com muito potencial ainda por explorar, a JSD Barcelos lembra que “é necessário reinventar Barcelos. A princesa do Cávado, outrora assim conhecida, deve voltar a olhar para o Rio Cávado e explorá-lo de forma responsável e sustentável. Garantir a qualidade da água, recuperar açudes e promover mais condições para a prática de desportos no rio deve ser uma prioridade”. Mas não é só o Rio que necessita de intervenção. De acorod com esta estrutura política da organização da juventude social-democrata barcelense, “todo o Concelho precisa de um plano de desenvolvimento arrojado, capaz de marcar a diferença e que permita, simultaneamente, minimizar o tempo perdido face ao desenvolvimento dos nossos concelhos vizinhos”.

Assim sendo, Marcos Silva e seus pares irão colocar o seu foco de intervenção na identificação dos problemas dos jovens e irão procurar ativamente soluções viáveis para a resolução dos mesmos. “Estamos conscientes que o trabalho não será fácil, mas temos a determinação e a vontade de contribuir para um Barcelos mais desenvolvido”.

Relativamente à nova direção da estrutura política concelhia da JSD Barcelos, a Mesa do Plenário eleita passa a ser composta por Marcos Silva na qualidade de Presidente, Ana Vasconcelos de Vice-Presidente e Catarina Silva de Secretária. Quanto à nova Comissão Política, o Presidente eleito Miguel Fernandes, sendo seus Vice-Presidentes Leandro Ferreira,  Jéssica Silva e Paulo Alves. Como Secretário-Geral foi eleito José Torres e como Vogais Diana Vilas Boas, Diogo Costa, Fábio Fernandes, Joana Sousa, Simão Gomes, Ricardo Gomes, Cátia Araújo, Silvestre Machado, Diogo Martins, Adriana Marques, Xavier Araújo, Bruno Mota e Maria Mendanha.

Marcos Silva e os seus companheiros aproveitaram ainda, na nota emitida, para agradecer o trabalho desenvolvido no último mandato por Ricardo Silva, como Presidente da Comissão Política, e Joaquim Gonçalves como Presidente da Mesa do Plenário, bem como às suas equipas por todo o trabalho desenvolvido enquanto dirigentes da JSD Barcelos.

No passado dia 16 de novembro foram ainda eleitos os delegados concelhios ao congresso distrital de Braga. Para este órgão distrital, a concelhia da JSD Barcelos conseguiu a eleição de 19 delegados, sendo a maior representação concelhia no distrito.

Fonte e Imagem: JSD

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.