Virgin Galactic acaba de entrar na Bolsa de Valores de Nova Iorque

Espaço | Estamos cada vez mais perto de ser turistas astronautas

Espaço | Estamos cada vez mais perto de ser turistas astronautas

Pub

 

 

Se o seu sonho é investir na indústria aeroespacial ou até mesmo apenas sentir-se parte integrante do restrito grupo que participa dos avanços tecnológicos, pode agora passar a fazê-lo de forma simples, mediante uma aplicação financeira na bolsa nova-iorquina.

Depois de um investimento de milhões de dólares saídos do bolso do seu fundador e de uns quantos que desejam estar entre os primeiros a viajar pelo espaço e que, para o efeito, já pagaram adiantamentos de viagens que deverão começar finalmente a ser realizadas em 2020, a Virgin Galactic (“VG”), a empresa aeroespacial do excêntrico multimilionário Richard Branson, está cada vez mais perto de levar turistas ao espaço, pois acaba de anunciar a entrada em bolsa, em Nova Iorque, na próxima segunda-feira, 28 de outubro.

Após negociações que levaram a bom porto, para o efeito, a empresa fundiu-se com a Social Capital Hedosophia (“SCH”), uma empresa de investimento público, dando origem à Virgin Galactic Holdings. Os novos título começarão a ser negociados na Bolsa de Valores de Nova Yorque sob o novo símbolo “SPCE“, “SPCE.U” e “SPCE WS”.

Com uma entrada em Bolsa favorável, o projeto pode agora vir a ter um avanço significativo, comparativamente a outras empresas concorrentes, como a SpaceX ou a Blue Origin, que também pretendem levar turistas ao Espaço.

Detalhes da transação

Como resultado desta transação, a Virgin Galactic recebeu mais de US $ 450 milhões de dólares em recursos primários e, no encerramento do mercado esta sexta-feira, 25 de outubro, o negócio alcançou uma capitalização deUS $ 2,3 biliões de dólares. No futuro, os atuais acionistas da Virgin Galactic ficarão com cerca de 59% do capital da empresa.

Viajar pelo espaço tem o seu preço

Apesar do preço da viagem a que só muito poucos conseguem hoje em dia aceder, a Virgin Galactic possui atualmente reservas de mais de 600 clientes em 60 países, entre os quais alguns portugueses, representando aproximadamente US $ 80 milhões no total de depósitos arrecadados e mais de US $ 120 milhões em receita potencial. Caso esteja interessado em desembolsar US $ 250.000 dólares e tornar-se um dos primeiros turistas espaciais, a empresa está disposta a aceitar a sua reerva. Michael Branson, no entanto, tem afirmado que o sucesso do turismo espacial poderá fazer baixar o preço dessas viagens para US $ 50.000 dólares.

Nova era de voos espaciais

George Whitesides, administrador da nova Virgin Galactic Holdings, referiu a este propósito que este “é o início de uma nova era para a indústria de voos espaciais humanos. A VG já foi pioneira em vários marcos espaciais importantes, incluindo o envio do primeiro passageiro de teste ao espaço a bordo de um veículo comercial, e o anúncio de hoje – 24 de outubro – não é diferente. Agora que a VG é uma empresa de capital aberto, qualquer pessoa pode investir numa empresa de voos espaciais humanos que se está a esforçar para transformar verdadeiramente o mercado e fazer parte do entusiasmo da indústria espacial comercial. Estou orgulhoso do forte fluxo de depósitos de clientes e juros que conquistamos até ao momento e espero realizar o sonho de voos espaciais dos nossos incríveis clientes astronautas. ”

‘Ansiosos pelo futuro’

Richard Branson, o fundador da Virgin Galactic, está radiante com o sucesso da operação inicial de entrada em bolsa. “Acredito que a Virgin Galactic está idealmente posicionada para capitalizar o mercado espacial comercial no valor de de biliões de dólares e que se encontra em rápido crescimento. Poderemos finalmente abrir espaço para milhares de novos astronautas. Hoje, cumprimos uma missão e esperamos levar cada vez mais astronautas ao espaço. Estamos ansiosos pelo futuro.”

A Virgin Galactic é pioneira no voo espacial humano para indivíduos e investigadores. A empresa considera que a exploração comercial do espaço representa uma das iniciativas tecnológicas mais empolgantes e significativas do nosso tempo. Usando as suas tecnologias proprietárias e reutilizáveis, a Virgin Galactic tem vindo a desenvolver um sistema de voo espacial projetado para oferecer aos clientes uma experiência única de vários dias, culminando num voo espacial que inclui vários minutos de ausência de gravidade e vistas da Terra a partir do espaço. A aventura está nos estágios finais de desenvolvimento, tendo já concluído diversos voos tripulados experimentais do seu veículo para o espaço.

Fonte e Imagem: BW

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Economia, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.