Programas de Incubação apoiam criação de negócios inovadores e crescimento económico responsável

Empreender | Incubadora de Base Rural de Guimarães entrega certificados a sete novos empreendedores

Empreender | Incubadora de Base Rural de Guimarães entrega certificados a sete novos empreendedores

Pub

 

 

A segunda edição do programa de incubação da Incubadora de Base Rural (IBR) de Guimarães encerrou com a entrega de certificados a sete empreendedores, numa sessão que decorreu na passada terça-feira, 15 de outubro, no Laboratório da Paisagem.

No âmbito deste programa, foram agora apresentadas sete ideias e negócios de base rural, desde a exploração de cogumelos shiitake e produção de citrinos, produção de espargos, exploração de caprinos de raça bravia, apicultura e a constituição de um parque de Campismo. Neste momento, em resultado da primeira edição, encontram-se já implementados na sua totalidade três projetos: A Mercearia do Zé, a Associação Social de Pevidém – Vida a Cores e Doce de Calondro-Terras de Guimarães (produção e transformação de produto). O sucesso do programa de Incubação permitiu ainda a criação direta de cinco postos de trabalho no concelho de Guimarães.

No total dos dois Programas de Incubação já realizados foram apresentados, no total, 16 planos de negócio com sucesso, encontrando-se os mesmos em fase de maturação e desenvolvimento.

A Vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira, afirmou que “o Município de Guimarães continua empenhado na implementação da Incubadora de Base Rural” e sublinhou os seus objetivos gerais orientados para “promover o crescimento económico responsável e orientado para os princípios de uma nova economia, potenciar o desenvolvimento empresarial, a inclusão social, a sustentabilidade ambiental e o bom uso do solo”.

O terceiro Programa de Incubação tem início já a 21 de outubro, segunda-feira, com a realização da Oficina do Empreendedor.

De salientar que também no da IBR Guimarães, está aberto o período de inscrições para o Banco de Terras de Guimarães que decorre até 31 de dezembro. O Banco de Terras de Guimarães é um instrumento através do qual os proprietários podem arrendar ao Município terrenos abandonados ou sem utilização, para que este os subarrende a empreendedores com vontade em criar o seu próprio negócio de base rural.

Os interessados deverão consultar o Aviso de abertura de candidaturas disponível no site do Município de Guimarães.

 

Fonte e Imagens: Município de Guimarães

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Economia, Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.