Teatro Sá da Bandeira é o palco de uma sessão com dois protagonistas

Literatura | Mia Couto e José Eduardo Agualusa encontram-se no Porto de Encontro

Literatura | Mia Couto e José Eduardo Agualusa encontram-se no Porto de Encontro

Pub

 

 

No próximo domingo, 13 de outubro, às 18h30,a segunda sessão da nona temporada do Porto de Encontro é marcada por várias estreias. Pela primeira vez este ciclo de conversas com escritores sobe ao palco do icónico Teatro Sá da Bandeira, onde 850 espectadores terão a oportunidade de assistir a este evento que, também pela primeira vez, conta com dois protagonistas. Nomes incontornáveis da literatura lusófona e amigos de longa data, o angolano José Eduardo Agualusa e o moçambicano Mia Couto são os autores em destaque na 79ª edição do Porto de Encontro.

O terrorista elegante e outras histórias, obra surpreendente composta a quatro mãos, dá o mote para a conversa com o jornalista Sérgio Almeida. Ao longo de 90 minutos, pontuados pelas leituras de Ana Celeste Ferreira, os dois escritores falam sobre esta mais recente incursão na escrita e, inevitavelmente, sobre os seus percursos e planos para novos livros.

Parte da vida cultural da cidade do Porto desde 2011, este ciclo de conversas reuniu mais de 20.000 espectadores em 78 edições realizadas em diversos espaços da cidade, como a Casa da Música, o Teatro Rivoli, a Casa das Artes ou o Teatro Nacional São João.

A entrada é livre, como sempre, ainda desta feita não sujeita a levantamento prévio de bilhetes, mas naturalmente limitada à capacidade da sala.

A 79.ª edição do Porto de Encontro conta com o apoio do Teatro Sá da Bandeira, da Antena 1, do Jornal de Notícias e das Livrarias Bertrand.

 

Fonte e Imagens: Porto Editora

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, o seu contributo pode também ter a forma de publicidade.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.