Guitarristas de Fafe consideram projeto ‘original e necessário’

Crowdfunding | José Teixeira e Luís Leite pretendem gravar Música Contemporânea Portuguesa para Guitarra

Crowdfunding | José Teixeira e Luís Leite pretendem gravar Música Contemporânea Portuguesa para Guitarra

Pub

 

 

Dois guitarristas – José Teixeira e Luís Leite – procuram divulgar música contemporânea composta em Portugal. Depois de uma tour a apresentar o projeto em auditórios pretendem agora apoios para proceder à gravação e edição de um CD que deverá resultar ao gosto dos apreciadores de música de qualidade.

O projeto consiste na edição de obras do repertório contemporâneo português para guitarra através do seu registo em CD com suporte físico e digital. Será gravado pelos guitarristas José Teixeira e Luís Leite e posteriormente colocado em circulação através das lojas da especialidade e da disponibilização digital, mas também através de  recitais de apresentação e divulgação do disco.

Este projeto mostra-se “original e necessário na medida em que potencializa o trabalho de compositores reconhecidos no panorama cultural português” como é o caso de Tiago Cutileiro, António Pinho Vargas, Sérgio Azevedo, Vitor Rua, Fernando Lapa, Paulo Ferreira-Lopes, Victor Castro, José Mesquita Lopes, Hugo Vasco Reis, Carlos Gutkin e Ricardo Barceló. A difusão de repertório português contemporâneo para guitarra é pertinente visto que este raramente é interpretado e editado, pelo que esta é uma obra que deverá ser para escutar com atenção.

Natural de Fafe, José Teixeira apresenta-se regularmente a solo, orquestra e em diversos grupos de música de câmara. Foi premiado nos concursos “Concurso Paços Premium” (nível superior) e obteve a Menção Honrosa no “Concurso Internacional de Guitarra de Leiria” (nível superior) em 2018, a menção honrosa no “Concurso Internacional Cidade de Almada” em 2014, a solo, e também a Menção Honrosa no “Concurso Gilberto Paiva” (nível superior), em 2014, na vertente de música de câmara. Em 2012, foi convidado a ingressar na Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins (OPGB), trabalhando com variadíssimos maestros e com solistas como Rui Gama e Hauxing Liang. Com a OPGB  participou na gravação do CD Pleiades. Em 2018, em conjunto com o guitarrista Luís Leite, iniciou um ciclo de recitais intitulado “Música Contemporânea Portuguesa para Guitarra” com o objetivo de promover a música nacional produzida atualmente para a guitarra, atuando um pouco por todo o país. Desempenha desde 2018 funções de docência na Academia de Música de Basto. O guitarrista iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música José Atalaya. Em 2015, concluiu com média de 19 valores nas disciplinas da área musical o Curso Secundário de Instrumento, variante guitarra. No mesmo ano ingressou no Curso de Música da Universidade do Minho e  terminou a licenciatura em 2018, obtendo a classificação máxima na vertente de guitarra.

Luís Leite é um guitarrista e docente natural de Fafe. Após concluir os estudos musicais na Academia José Atalaya com a avaliação máxima à disciplina de Instrumento ingressa na Universidade do Minho na Licenciatura em Música, termina a Licenciatura e prossegue os estudos ingressando no Mestrado em Ensino da Música na mesma universidade, que gtermina em 2019. Foi laureado e distinguido em dezenas de concursos de guitarra clássica nacionais e internacionais, de entre os quais se destacam o concurso do Festival Internacional de Guitarra Clássica Luigi Mozzani (Vibo Valentia – Itália) em 2011, o Concurso de Guitarra Juan Crisóstomo Arriaga ( Bilbao – Espanha) em 2014, o Concurso Luso-Espanhol (Fafe – Portugal) nos anos 2007, 2008, 2009 e 2013, o Concurso Nacional de Guitarra (Ourém e Fátima – Portugal) em 2012, o Concurso Regional de Vila Verde em 2013 e o Concurso Gilberta Paiva em 2014, estes dois últimos na vertente de música de câmara. Gravou juntamente com a OPGB (Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins) o CD intitulado Pleiades. Em dezembro de 2018 iniciou uma série de concertos interpretando e estreando trabalhos de compositores contemporâneos portugueses para guitarra. Atualmente desempenha funções de docência na Academia de Música da Sociedade Filarmónica Vizelense. Apresenta-se regularmente em concertos e conta com um  CD a solo intitulado Guitarra Clássica.

A preparação do disco, referem os promotores desta campanha, “está orçamentada em 5500,00€ estando neste valor já incluído o valor de Captação, Mistura e Masterização, Pagamento de direitos autorais à SPA (Sociedade Portuguesa de Autores), Duplicação física dos CD e também o pagamento da campanha de divulgação digital”.

A distribuição física ficará a cargo da MASTERCD, empresa de referência em Portugal. A distribuição digital, por sua vez, será feita pela CDBaby, promotora que atribui um código de barras à obra e a distribui pelas plataformas digitais como Spotify, iTunes, GoogleMusic, entre outras. A captação áudio e mistura ficará ao encargo do Hugo Vasco Reis, compositor e músico reconhecido no panorama musical português enquanto a masterização será entregue a António Manuel Pinheiro da Silva considerado unanimemente como um dos melhores engenheiros de som em Portugal. A divulgação radiofónica será realizada através de parceria estabelecida com a Antena 2 através de spots publicitários e entrevistas. A Fafe TV será também um parceiro digital relevante dado o seu alcance nas redes sociais e divulgará o projeto através de spots publicitários e entrevista. Mariana Santiago ficará encarregue de toda a vertente multimédia e audiovisual do projeto.

No projeto de gestão, “existe uma clara consciência da gestão dos apoios, sendo o montante solicitado na ordem dos 18%. Assim, o restante montante advém de outros apoios, receitas próprias resultantes da venda de CD, direitos de autor e direitos conexos. Resulta com isto uma diminuição da percentagem do apoio pedido. As opções de gestão demonstram assim um compromisso de rigor e sustentabilidade financeiras, inserindo como despesa o absolutamente necessário aos objetivos do projeto. No mês de Dezembro de 2019 começará o processo de captação e estima-se que o CD será lançado no primeiro trimestre de 2020”.

Esta campanha iniciou-se em 23 de setembro e só será financiada se angariar um mínimo de 1.100,00€ até 20 de novembro. Até ao momento desta pubicação, a campanha de angariação de fundos conseguiu reunir 237,00 € provenientes de 11 apoiantes. O duo de guitarristas oferece diversas compensações aos subscritores da campanha, no mínimo uma cópia do disco a gravar.

 

Fonte e Imagens: PPL

**

*

Caro leitor

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede e pretende dar-lhe mais e melhor Informação e Opinião, o que só conseguirá através da aquisição e contratação de serviços e jornalistas estagiários numa primeira fase.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Deixamos ainda uma última sugestão. Na qualidade de amigo da Vila Nova, programe o seu donativo mínimo de 1,00 euro por mês. Ajudará a Vila Nova a estabilizar receitas e a encarar o futuro de forma mais sorridente ainda.

Caso deseje que lhe enviemos comprovativo da entrega efetuada, indique-nos, por favor, via email ou mensagem enviada para a caixa facebook da Vila Nova os seus dados fiscais.

Obrigado

*

Pub

Categorias: Cultura, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.