Trabalhos deverão resolver problemas existentes e melhorar qualidade de vida no concelho de vimaranense

Obras Municipais | Cerca de 7,2 milhões de euros investidos na requalificação de infraestruturas vimaranenses

Obras Municipais | Cerca de 7,2 milhões de euros investidos na requalificação de infraestruturas vimaranenses

Pub

 

 

A requalificação da EB1 de Vermis, em Moreira de Cónegos, e os reperfilamentos da Rua Engº Duarte Amaral (EM 582), em Pencelo, e de um troço da EM 207-4, em S. Torcato, foram aprovados em reunião do executivo municipal de Guimarães.

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, em declarações à imprensa efetuadas no final da Reunião do Executivo Municipal desta quinta-feira, 3 de outubro, destacou três importantes intervenções que serão levadas a cabo pela Câmara Municipal de Guimarães e que, para além de resolverem os problemas existentes, vão melhorar a qualidade de vida no concelho de vimaranense.

Cerca de 2,3 milhões de euros serão investidos na requalificação e modernização da EB1 de Vermis, em Moreira de Cónegos, transformando aquele equipamento num Centro Escolar que servirá a zona sul do concelho. A obra, anunciada em 2017, permitirá que a EB1 de Vermis passe a ser dotada de valências como salas de aula tecnologicamente apetrechadas, gimnodesportivo, cantina, entre outras. Se tudo decorrer dentro da normalidade, o novo Centro Escolar deverá estar concluído até ao final de 2020.

Para o reperfilamento da Rua Engº Duarte Amaral (Estrada Municipal 582), que liga Fermentões – Pencelo – Selho S. Lourenço, serão disponibilizados cerca de 3,5 milhões de euros. Domingos Bragança referiu-se ao reperfilamento como um “projeto que vale a pena”, uma vez que não se trata apenas de melhorar o piso da estrada, mas também proceder ao seu alargamento, dotá-la de passeios e de maior segurança para peões e automóveis. As obras de requalificação permitirão que os parques industriais da área vizinha, nomeadamente o Parque Industrial de Selho S. Lourenço, sejam beneficiados com melhores acessibilidades. “Sei que as populações têm sofrido com o estado em que esta via se encontra, e que vão ainda sofrer mais algum tempo, mas no final certamente poderão verificar a qualidade da intervenção que aí será efetuada”, disse o Presidente da Câmara. Final de 2020 é a previsão de conclusão desta importante e necessária obra.

Quase 1 milhão de euros é o custo do reperfilamento da EN 207-4, uma intervenção que se enquadra num vasto projeto de requalificação viária da área ocupada por Selho S. Lourenço, S. Torcato, Aldão e Atães, que vai permitir que resolver a conflitualidade de trânsito aí existente, bem como maior segurança para transeuntes. Nesse projeto, e numa primeira fase, estão previstos o alargamento da ponte de Aldão e a construção de uma rotunda de ligação a Selho S. Lourenço, S. Torcato e ao centro da cidade.

Fonte e Imagem: Município de Guimarães

**

*

Caro leitor

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede e pretende dar-lhe mais e melhor Informação e Opinião, o que só conseguirá através da aquisição e contratação de serviços e jornalistas estagiários numa primeira fase.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Deixamos ainda uma última sugestão. Na qualidade de amigo da Vila Nova, programe o seu donativo mínimo de 1,00 euro por mês. Ajudará a Vila Nova a estabilizar receitas e a encarar o futuro de forma mais sorridente ainda.

Caso deseje que lhe enviemos comprovativo da entrega efetuada, indique-nos, por favor, via email ou mensagem enviada para a caixa facebook da Vila Nova os seus dados fiscais.

Obrigado

*

Pub

Categorias: Local, Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.