Festival Internacional de Órgão regressa em outubro a Famalicão e Santo Tirso

Música | Órgão ‘Langocinha’ (Século XIX) recuperado em Famalicão

Música | Órgão ‘Langocinha’ (Século XIX) recuperado em Famalicão

Pub

 

 

No dia 21 de setembro realiza-se na igreja de Telhado, em Vila Nova de Famalicão, pelas 21h00, o concerto inaugural do último órgão de tubos construído pelo organeiro Manuel de Sá Couto, conhecido por ‘Langocinha’, em 1836, e que foi recentemente restaurado pela empresa JMS Organaria. Os intérpretes deste concerto inaugural são Rosana Orsini (soprano) e Marco Brescia (órgão). A entrada é livre.

 

 

O restauro, que durou cerca de sete meses e implicou um investimento total de 20 mil euros, permitiu dotar o órgão da sua traça original, depois de ter sido completamente adulterado com os restauros realizados ainda no século passado.

“Depois de um trabalho bastante minucioso conseguimos recuperar a tinta original, o teclado também foi restituído à forma original. Todas as partes mecânicas foram revistas e foi feita a harmonização de origem tal como o construtor havia feito na época”, explica Joaquim Silva da JMS Organaria, adiantando que se “trata de um órgão histórico e de caraterísticas únicas”.

Terá sido, muito provavelmente o último órgão construído Manuel de Sá Couto.

O restauro contou com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, que atribuiu um subsídio no valor de nove mil euros.

O concerto inaugural contará com as presenças do Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, entre outras personalidades do concelho.

Festival de Órgão de Famalicão e Santo Tirso realiza-se em Outubro

Entretanto, em 2019, o Festival Internacional de Órgão tem regresso marcado aos concelhos de Vila Nova de Famalicão e de Santo Tirso entre os dias 18 e 27 de outubro.

A apresentação da quinta edição da iniciativa, organizada pela associação cultural Tagus Atlanticus e pela empresa JMS Organaria com o apoio da autarquia, decorreu no passado domingo, 8 de setembro, com um concerto no Mosteiro de Arnoso Santa Eulália, no concelho famalicense, pelo intérprete Marco Brescia, também Diretor Artístico do Festival.

Para além dos concertos no concelho vizinho de Santo Tirso, no fim de semana de 18 a 20 de outubro, o festival apresenta três propostas de concertos em Famalicão: no dia 25, às 21h00, um recital de órgão na Igreja Matriz de Telhado; no dia 26, às 21h00, um concerto de harpa medieval e organetto na Igreja Matriz de Santa Maria de Oliveira e, por fim, no dia 27, pelas 17h00, um recital de órgão na Igreja Matriz de Ribeirão.

De acordo com Marco Brescia, diretor artístico, “o festival procura, a cada nova edição, visitar, para além das igrejas que possuem órgãos autênticos – quer históricos, quer modernos –, paróquias desprovidas de órgãos, às quais é temporariamente levado um órgão de pequenas dimensões, oferecendo, assim, a um público abrangente a oportunidade de desfrutar do encantamento que só um órgão legítimo é capaz de proporcionar”.

“Esta tem sido sempre uma diretriz basilar do festival, uma vez que reforça a missão de formação de novos públicos e de democratização da música organística de excelência, fazendo do mesmo uma iniciativa de referência no cenário organístico internacional”, acrescentou.

Fonte e Imagens: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.