Esquerda soma cerca de 60% dos eleitores

Sondagens | PS muito perto de alcançar maioria absoluta nas próximas Eleições Legislativas

Sondagens | PS muito perto de alcançar maioria absoluta nas próximas Eleições Legislativas

Pub

 

 

O PS prossegue caminho rumo à maioria absoluta é a principal conclusão da sondagem realizada pela Pitagórica e ora divulgada pela TSF e JN. A Esquerda, no seu conjunto, obtém agora a concordância de cerca de 60% dos eleitores. Por seu turno, “a descida ao inferno do PSD continua, mês, após mês”. O partido liderado por Rui Rio volta a perder intenções de voto, desta feita, a favor do Aliança e do Iniciativa Liberal que se encontram a caminho de poder eleger 1 deputado cada um deles.

 

 

Com a aproximação da data das Eleições Legislativas6 de outubro -, o PS está cada vez mais perto da maioria absoluta. Em simultâneo, mais o PSD se afunda nas sondagens, revela a TSF. Este avanço tem vindo a ser concretizado nos últimos meses. “Se em abril o Partido Socialista tinha 37,2% das intenções de voto, em agosto chegou aos 43,6%. É uma subida de 6,4 pp em apenas 150 dias. De julho para agosto, o PS cresce mais 0,4 pp.

Em sentido contrário, o PSD continua em queda acelerada. De abril a agosto, os sociais-democratas já perderam 5,2 pp (de 25,6% para 20,4%). E as eleições são já daqui a pouco mais de um mês. Na mais recente sondagem da Pitagórica para a TSF e para o JN, o PSD volta a deslizar 1,2 pp para os 20,4% de intenções de voto. E não é preciso procurar muito, para saber onde param estes eleitores que o Partido Social Democrata está a perder”.

A maioria continua claramente a deslocar o seu sentido de voto para o PS. Os eleitores do PSD não parecem estar a deslocar-se para sua alternativa mais à direita, o CDS, uma vez que o partido liderado por Assunção Cristas acompanha os sociais-democratas nesta descida das sondagens parecendo dirigir-se a votações próximas do seu mínimo de sempre. Em agosto, o CDS dá um trambolhão de 1,1 pp, para 4,9%. Alguns apoiantes do PSD aparentam estar a dispersar-se por pequenos partidos do centro-direita acabados de chegar à política portuguesa, caso do Aliança e do Iniciativa Liberal (IL). No estudo de opinião da Pitagórica, o partido de Pedro Santana Lopes volta a surgir com fortes possibilidades de eleição – 1,5% de intenções de voto, que representam um crescimento de 0,3 pp, face à sondagem de julho. Mas a grande surpresa, este mês, vem do Iniciativa Liberal, salienta a TSF. “O partido liderado por Carlos Guimarães Pinto aparece, pela primeira vez, com fortes probabilidades de ganhar um assento na Assembleia da República. Em agosto, o IL alcança 1,3% de intenções de voto, o que representa um crescimento de 0,5 pp face a julho e 0,8 pp face a abril”. Dado curioso: os deputado que Aliança e IL poderão eleger sê-lo-ão provavelmente pelo Porto.

À Esquerda, o destaque vai sobretudo para o Bloco de Esquerda, que volta a encontrar o seu patamar de sustentação nos 10%, tendência contrária à da CDU que resvala ligeiramente para os 6,6% de intenções de voto. O que significa que os comunistas estão hoje praticamente no mesmo sítio onde estavam em abril.

O PAN também resvalou este mês de agosto. O partido liderado por André Silva caiu ligeiramente para os 3,2% de intenções de voto.

 

Fonte: TSF; Imagem: PS

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.