Polígono de prospeção e pesquisa de depósitos minerais “não deve localizar-se no Concelho de Braga”

Mineração | Braga emite parecer desfavorável à extração de lítio na região

Mineração | Braga emite parecer desfavorável à extração de lítio na região

Pub

 

 

O Município de Braga emitiu um parecer desfavorável à prospeção de lítio e outros minerais metálicos associados na área do Concelho. Na resposta ao pedido de atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais solicitado pela empresa australiana ‘Fortescue Metals Group Exploration’, a Autarquia considera que a exploração em causa não vai respeitar os princípios do desenvolvimento sustentável, de modo integrado, nas vertentes económica, social, urbanística, cultural, patrimonial, paisagística e ambiental.

 

 

Segundo o Município, o polígono de prospeção e pesquisa de depósitos minerais “não deve localizar-se no Concelho de Braga e, muito menos, sobrepor-se a espaços urbanos de dimensão relevante que vão desde o Centro Histórico da Cidade até aos aglomerados com menor densidade que irradiam do centro e configuram uma ocupação urbana dispersa que cobre todo o concelho”.

“Braga atingiu um estatuto de aglomeração urbana, com potencial para se transformar na terceira área metropolitana de Portugal, que não se compadece com a localização da atividade de exploração dos recursos minerais em causa, sob pena de se estar a prejudicar a qualidade de vida dos cidadãos e a capacidade de atração da Cidade em termos sociais, empresariais, turísticos, paisagísticos e ambientais”, lê-se no parecer enviado à Direção-Geral de Energia e Geologia.

A par dos espaços urbanos e da estrutura ecológica municipal, o polígono de prospeção e pesquisa proposto “sobrepõe-se a áreas muito relevantes de outros recursos naturais, tais como, agrícolas, reserva agrícola nacional, florestais, agroflorestais, hídricos (rio Cávado e rio Torto), reserva ecológica nacional, mas também, áreas de protecção patrimonial de património classificado e inventariado e áreas com potencial turístico muito relevante”.

 

Fonte e Imagem: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.