Projeto ‘Lagoas e Charcas do rio Ave’ será implementado em Arosa e Castelões

Rio Ave | Laboratório da Paisagem de Guimarães vê aprovada candidatura ao Fundo Ambiental

Rio Ave | Laboratório da Paisagem de Guimarães vê aprovada candidatura ao Fundo Ambiental

Pub

 

 

O Laboratório da Paisagem de Guimarães viu aprovada uma candidatura, com nota máxima de mérito (5 valores), ao Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Transição Energética, conseguindo um financiamento para o projeto “Lagoas e Charcas do rio Ave“.

 

 

O projeto terá implementação na União de Freguesias de Arosa e Castelões e visa valorizar este território de zona húmida e que inclui a respetiva galeria ripícola. Deste modo, concede valor científico e pedagógico a um dos valores naturais de paisagem mais emblemáticos daquelas localidades do concelho de Guimarães.

Este projeto propõe-se cumprir um dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 – domínio 15 – “Proteger a Vida Terrestre“, uma vez que as ações propostas visam a conservação e defesa do património natural autóctone e diversificado que se encontra sob o risco dos impactes negativos das alterações climáticas e ações antrópicas locais.

Para além de sensibilizar e capacitar os públicos-alvo, através de oficinas e workshops, será produzido e partilhado um conjunto de novos recursos didáticos e pedagógicos, como guias-práticos, plano de sustentabilidade e painéis de sensibilização ambiental, entre outros. O projeto “Lagoas e Charcas do rio Ave” pretende abranger vários intervenientes locais, como a comunidade escolar, seniores e voluntários ambientais, através de ações ambientais concretas assentes no restauro ecológico, conservação da biodiversidade, solo e recursos naturais.

Refira-se que o Fundo Ambiental tem como finalidade apoiar políticas ambientais para a prossecução dos objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, adotada pelas Nações Unidas, em setembro de 2015.

A apresentação pública do projeto acontecerá na próxima sexta-feira, às 21 horas, na sede da junta de freguesia de Castelões.

Fonte e Imagem: Município de Guimarães

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.