‘A de Brossa’

Ensino | ‘Cantania’ une Guimarães e Barcelona

Ensino | ‘Cantania’ une Guimarães e Barcelona

Pub

 

 

O público saiu rendido e de alma cheia. Mais de 400 crianças das 17 escolas de Ensino Básico de Guimarães participaram no projeto Cantania, em duas sessões que decorreram este sábado, 8 de junho, no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor. O espetáculo deste ano, produzido pelo serviço educativo do L’Auditori de Barcelona, prestou homenagem a Joan de Brossa.

 

 

Joan de Brossa foi um poeta plástico do século XX que deixou uma valiosa obra que abarca a literatura, o cinema, a escritura, a pintura e o teatro. Na sua obra esteve sempre presente a poesia.

Cantania é o projeto de canto participativo destinado a alunos em idade escolar, entre os 8 e os 13 anos, que, ao longo do ano letivo, ensaiaram canções, coreografias e preparam adereços com a ajuda dos professores na sala de aula. O projeto é desenvolvido em várias fases de ação que envolvem desde sessões de orientação destinadas aos professores e trabalho em sala de aula a concertos finais realizadas pelos alunos participantes. Ao longo do ano letivo, o trabalho é efetuado tanto na conceção e organização quanto na escola. O objetivo é organizar um evento de qualidade e envolvimento pessoal e coletiva das escolas e dos estudantes, de modo a que esta resulte numa experiência musical relevante e inesquecível para todos. Concebido e produzido pelo serviço educativo do L’Auditori de Barcelona, este projeto começou a ser implementado em Guimarães no ano de 2017, completando agora a 3ª edição com o concerto “A de Brossa”.

Domingos Bragança valorizou este projeto, registando a “participação dos alunos do concelho através de iniciativas de âmbito cultural”. Destacou também “a marca cultural no território e a interligação entre as várias escolas com um resultado pleno, essencial na forma como as crianças interpretam o mundo, valorizado ainda pelo envolvimento dos pais e familiares”.

Entretanto, a Vereadora Adelina Pinto, confessou que este “é um projeto que nos encanta” e enalteceu o empenho dos professores, dos alunos e do Conservatório de Guimarães. “Há muito trabalho neste projeto com altruísmo maior, a pensar no bem das nossas crianças, através da música e da arte, com o objetivo de construírem um mundo melhor”.

Na edição deste ano participaram as seguintes escolas: EB 2,3 Abel Salazar; EB 2.3 Arqueólogo Mário Cardoso; EB 2,3 Briteiros; EB 2,3 Egas Moniz; EB 2,3 D. Afonso Henriques; EB 2,3 Gil Vicente; EB 2,3 e Secundária Santos Simões; EB1/JI de Cruz de Argola; EB1 de Donim; EB1 Guardizela; EB1/J.I. Mascotelos; EB1 Nossa Senhora da Conceição; EB de Ponte; EB de Ronfe; EB1/JI de Santa Luzia e EB1 da Valinha.

 

Imagens: Município de Guimarães

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.