600 milhões de euros de investimento

‘Programa + Indústria’ | Ricardo Rio: Braga revela dinâmica empresarial extraordinária

‘Programa + Indústria’ | Ricardo Rio: Braga revela dinâmica empresarial extraordinária

Pub

 

 

A um ano do objetivo final, a InvestBraga já atingiu as metas previstas para 2020 e ultrapassou os valores de investimento previstos no concelho, estimando as empresas valores na ordem dos 600 milhões de euros. A criação de 2500 novos postos de trabalho encontra-se quase concretizada. Os números foram avançados por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga e da InvestBraga, após a reunião do Conselho Estratégico da Agência para a Dinamização Económica, que marcou o arranque da Semana da Economia de Braga.

 

 

Ricardo Rio e o Município de Braga estão visivelmente satisfeitos com os números do ‘Programa + Indústria‘, uma vez que o inquérito preliminar apontava para valores de investimento bastante inferiores àqueles que estão a ser realizados. “Dentro das expectativas de concretização de investimentos no Concelho de Braga entre 2016 e 2020, tínhamos feito um inquérito às empresas, através do ‘Programa + Indústria’, que apontava para 359 milhões de euros de investimento. Neste momento já ultrapassamos esse valor e essas mesmas empresas já apontam para valores na ordem dos 600 milhões de euros. Em termos de postos de trabalho a criar, tínhamos previstos cerca de 2500 e atualmente esse número também já está praticamente ultrapassado”, explicou, avançando também que este Conselho Estratégico ficou também marcado pela adesão de novos membros. Carlos Oliveira, ex-presidente da InvestBraga, Manuel Caldeira Cabral, ex-ministro da Economia, a Universidade Católica e o IPCA, passaram assim a integrar este órgão consultivo.

Este encontro serviu para analisar o contexto económico atual e a realidade do concelho, com Braga a demonstrar uma “dinâmica empresarial extraordinária”, não apenas pelas empresas já instaladas, mas também na captação de novas empresas e projetos. “Esta é a dinâmica que a cidade de Braga está a viver em todos os setores de atividade como o comércio, o turismo ou os serviços e que temos de trabalhar para continuar a sustentar este crescimento, sem nunca descurar a necessidade de conseguirmos integrar no mercado de trabalho os cidadãos que estão inscritos no IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional”, explicou Ricardo Rio.

E foi à questão da formação e requalificação dos recursos humanos que o autarca apontou baterias, considerando que se trata de “uma área crucial para a InvestBraga”. Lembrando que em Braga os números atuais do desemprego se cifram em valores muito mais baixos do que em 2014 – registando-se uma redução de oito mil desempregados –, Ricardo Rio adiantou que atualmente são cerca de 6400 os inscritos nos centros de emprego. Ainda assim, “é um número que não nos deixa satisfeitos e gostaríamos de o ver descer ainda mais”, face à procura que se tem vindo a verificar.

“Se é verdade que temos conseguido satisfazer a procura de trabalhadores da generalidade das empresas no concelho, também verificamos que existe alguma resistência por parte dos desempregados em se adaptarem às novas realidades manifestando até falta de interesse na requalificação da sua formação”, referiu Ricardo Rio. A procura de recursos humanos por parte das empresas é transversal a todos os setores de atividade, não se cingindo às áreas das engenharias e das novas tecnologias – onde a procura é maior –, mas também é acentuada nas áreas do turismo, da restauração, do comércio, da construção civil ou da metalomecânica, setores onde existem necessidades de mão-de-obra não satisfeitas.

O Conselho Estratégico da InvestBraga é o fórum de discussão e aconselhamento para o desenvolvimento económico e atração de investimento para Braga. Este órgão materializa uma cooperação estratégica entre a InvestBraga, o Município e diversos parceiros para o desenvolvimento económico local, com o objetivo de reforçar a competitividade das atividades económicas, atrair investimentos e impulsionar o crescimento económico, de forma a captar investimento nacional e internacional.

 

Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Economia

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.