28/5 Vila Nova de Famalicão

FCM | João Pedro Azul e Quarteto de Cordas Artave complementam-se no ‘Ciclo de Música e Poesia’ de maio

FCM | João Pedro Azul e Quarteto de Cordas Artave complementam-se no ‘Ciclo de Música e Poesia’ de maio

Pub

 

 

João Pedro Azul, promotor e um dos autores da fanzine Flãzine, é o convidado especial da sessão de hoje, 28 de maio, dos Ciclos de Música e Poesia que a Fundação Cupertino de Miranda, em Vila Nova de Famalicão, tem vindo a promover no âmbito da dinamização musical e poética, desde 2009, no primeiro semestre de cada ano.

 

 

A noite inicia-se pela música, cuja programação é coordenada pela Artave – Escola Profissional Artística do Vale do Ave. Será dado a escutar o Quinteto para Clarinete em Lá Maior “Stadler” K. 581 de Mozart, interpretado pelo Quarteto de Cordas Artave, constituído por José Ricardo Reis e Cátia Sá, em violino, Carla Marques, em viola d’arco, Katerina Mikusova, em violoncelo e André Silva, em clarinete.

Para a segunda parte da noite, sob coordenação do animador Isaque Ferreira, está reservado o encontro com João Pedro Azul em que, para além da conversa com o autor acerca da sua vida e obra, poderemos escutar ser dita uma seleção poética reveladora, em geral, do gosto pessoal do convidado e/ou do coordenador. Hoje serão dados a escutar poemas de Inês Fonseca Santos, Catarina Nunes de Almeida, Marta Bernardes, Cláudia R. Sampaio, Catarina Santiago Costa, Filipa Leal, Patrícia Baltazar, Sandra Andrade, Raquel G. Silva, Maria Quintans, Inês Dias, Regina Guimarães, Ana Paula Inácio e Lígia Soares.

João Pedro Azul, formado em Teatro e “facebookiano” convicto, segundo revelou em entrevista concedida a Amanda Ribeiro, no Público, que “vê a rede social como uma “ferramenta criativa”, uma “montra” para as suas ideias”. Foi aí que germinou aquele que é um dos fanzines mais famosos de Portugal, o Flãzine, acabado de entrar no seu sétimo ano de existência, através de um desafio lançado ao facefriend Luís Olival: “E se entre os nossos amigos do Facebook criássemos um fanzine?”

‘Uma revista inspirada nos velhos fanzines, idealizada no Facebook, por dois amigos virtuais, João Pedro Azul e Luís Olival, unidos na ressaca de uma geração que resiste, sobrevivendo através de humor negro. Com alguma ousadia, foram contagiando um conjunto de autores e artistas de diferentes quadrantes e linguagens que se foram juntando à FLANmília (literatura, ilustração, cinema, música, fotografia, poesia, teatro). O design retro de Filipa Campos encerra a santíssima trindade conceptual deste pudim cultural’, assim reza a história do Flãzine.

Os Ciclos de Música e Poesia são já uma referência, no contexto do trabalho que a Fundação Cupertino de Miranda tem vindo a desenvolver, tendo passado por eles ilustres convidados – poetas, músicos e outras individualidades, políticos nomeadamente – , por proporcionarem bons momentos culturais. Nos Ciclos de Música e Poesia dão-se a conhecer jovens e talentosos músicos, alguns deles com projeção nacional e internacional, bem como convidados que integram nas suas intervenções textos em geral poéticos de autores que, por vezes, estão também representados nas coleções do Museu da Fundação e no seu acervo bibliográfico e documental.

 

Imagens: (0) FCM, (1) Flãzine

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.