0+1=SOM

Ensino | Braga leva Media Arts ao Congresso Nacional da Rede das Cidades Educadoras

Ensino | Braga leva Media Arts ao Congresso Nacional da Rede das Cidades Educadoras

Pub

 

 

O Município de Braga participou no VIII Congresso Nacional da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, que se realizou em Lagoa, no Algarve. Subordinado ao tema “Criar (Na) Cidade”, este encontro permitiu partilhar experiências, projetos e boas práticas em torno da educação.

 

 

Braga esteve em destaque na vertente da educação no âmbito da criatividade, apresentando o Programa Educativo em Media Arts, que vai ao encontro do consenso europeu sobre a necessidade de crianças, jovens e adultos adquirirem competências que estimulem a criatividade e o pensamento crítico, atingindo cada vez mais áreas, faixas etárias e projetos de alcance social e comunitário.

A temática do VIII Congresso das Cidades Educadoras Portuguesas – Criar (na) Cidade – surge da inspiração no “Direito à Cidade”, uma proposta do filósofo e sociólogo Henri Lefebvre, que incide sobre sinergias que contribuem para o Ser Cidade.

Conforme se refere na Declaração final do congresso das Cidades Educadoras, Criar (na) Cidade “apresenta-se como um tema de múltiplas leituras e interpretações da Cidade, inspirador e não limitativo, onde se convocam os inesgotáveis percursos e recursos da criação, as múltiplas formas de habitar, a criatividade, a educação na arte, a cultura na cidade, as identidades e as imagens, enquanto componentes de um sistema de redes que sustentam uma Cidade Educadora.

Relaciona assim estes dois conceitos, a arte e a educação, dando-lhes a verdadeira dimensão da transformação na cidade educadora, enquanto espaço habitacional e de convívio. Artes plásticas, artes musicais, artes performativas, arte urbana, …, convivem entre si, desempenhando um papel de colaboração fundamental, a par da educação, na (in)formalidade dos seus percursos.

Lídia Dias, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, apresentou ao congresso o programa “0+1=SOM”, um dos projetos estruturantes do Serviço Educativo Braga Media Arts e que consiste num ciclo de workshops, desenvolvido em contexto escolar, que visa expor os alunos às novas tecnologias aplicadas à arte.

“Partindo dos pontos em comum entre a música, a lógica e a tecnologia, disponibilizamos aos alunos um conjunto de ferramentas web desenvolvidas na Casa da Música e de acesso livre, que têm como objectivo estimular a criação musical. Os alunos têm a oportunidade de criar as suas próprias músicas e de trabalhar competências que vão desde a contagem em ciclo até à livre exploração sonora, passando pela memorização musical e escuta ativa”, explicou Lídia Dias.

A vereadora da Educação salientou que um dos desafios da Carta das Cidades Educadoras respeita a procura de harmonia entre identidade e diversidade culturais protegendo o direito de todos aqueles que habitam a cidade e os contributos das comunidades que a integram. “É com base nesta máxima que a nossa intervenção local vai de encontro à cidadania democrática, na partilha e equidade social alicerçadas em valores éticos e cívicos. Com a apresentação da experiência “0+1=SOM” quisemos deixar patente que, para nós, um dos principais benefícios de ensinar prende-se com o fomento de tomada de decisões, proporcionando a sensação de realização por criar algo a partir do zero”, concluiu Lídia Dias.

Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.