7 a 13/6 Vila Nova de Famalicão

Romaria | Antoninas regressam em força ao coração do Minho

Romaria | Antoninas regressam em força ao coração do Minho

Pub

 

 

As Antoninas regressam em força a Vila Nova de Famalicão, o coração do Minho. Miguel Araújo e David Fonseca são as grandes atrações musicais das Festas Antoninas 2019 desta cidade, que decorrem de 7 a 13 de junho, com cerca de meia centena de iniciativas e atividades, entre costumes seculares e novidades contemporâneas.

 

 

É no coração do Minho, em Vila Nova de Famalicão, que, todos os anos em junho, se cumpre uma das mais conceituadas e animadas romarias do país. As Festas Antoninas, em honra do franciscano António, Santo Milagreiro dos mais populares em todo o mundo e com uma devoção fortemente enraizada em todo o país pela fama de casamenteiro e de encontrar objetos perdidos, mobilizam todo o concelho e chamam à cidade milhares de turistas.

“As Antoninas são as festas de Famalicão e dos famalicenses. São a homenagem de um povo a Santo António, casamenteiro e protetor dos pobres, mas são também o grande momento de afirmação da identidade e do orgulho da nossa terra e das nossas gentes”, salienta Paulo Cunha, o presidente do Município de Famalicão.

Em época de santos populares, vivem-se por esta altura, em Famalicão, as tradições populares mais profundas, com a descoberta e o reencontro de costumes, sentimentos e sabores ancestrais. Pelas ruas, os aromas do manjerico confundem-se com os da sardinha assada na brasa e das fêveras de porco. Os rapazes e alguns maridos compram um manjerico para oferecer à namorada ou à mulher com uma quadra popular, bastas vezes de teor brejeiro. A festa faz-se na rua e todos são convidados. Nas tascas ao ar livre, mas também nos restaurantes, come-se o Caldo Verde e bebe-se o vinho tinto do pipo. A festa prolonga-se pela noite e, um pouco por toda a cidade, há música, bailaricos e arraiais populares.

Embora não faltem motivos de interesse, as Marchas Populares são o momento emblemático das festas, havendo quem as não perca anos a fio. Um grandioso desfile alegórico atravessa o centro da cidade em direção aos Paços do Concelho, espalhando cor e alegria pelas ruas, numa animada e saudável disputa entre as diversas associações associações e freguesias do concelho, com a exaltação, orgulho e paixão de quem é famalicense.

As Marchas Antoninas, que saem à rua na noite do dia 12, apresentam, este ano, uma novidade a abrir o grandioso desfile com a exibição da marcha vencedora no cortejo das marchas infantis. “É uma forma de envolvermos as novas gerações num dos eventos mais tradicionais das Antoninas, assegurando desde já a sua vitalidade e preservação”, revela o autarca famalicense.

Sendo as Antoninas também das crianças, são elas que, em Famalicão,  protagonizam alguns dos momentos mais bonitos e enternecedores da romaria, com as Marchas Infantis.

Aliás, aos mais pequenos cabe a honra de abrir as festividades. Com os arquinhos empoleirados e as ancas a baloiçar, as Marchas Infantis, tradição com mais de 30 anos, desfilam pela cidade, na sexta-feira, 7 de junho. A partir daqui, é um desenrolar de atividades num cruzamento entre as tradições pagãs e religiosas, entre o popular e o erudito.

As Rusgas Populares, as Fogueiras e as Cascatas de Santo António são outros dos momentos tradicionais do evento, aos quais se juntam as cerimónias religiosas com destaque para a distribuição do Pão de Santo António. Uma esplêndida sessão de fogo-de-artifício costuma encerrar as festividades iluminando e ecoando pelo céu, sendo apreciado até vários quilómetros de distância.

Vivem-se assim sete dias intensos de festa abençoada pelo Santo António e marcada por inúmeras propostas culturais e desportivas que vão de encontro às várias gerações de famalicenses e aos muitos milhares de pessoas que visitam a cidade por esta altura.

Os concertos de entrada livre são um dos atrativos mais fortes da programação, David Fonseca atua a 9 de junho e Miguel Araújo a 11, na Praça D. Maria II, mas o que torna as Antoninas únicas e grandiosas é a forma genuína como que se revivem as tradições ancestrais e identitárias deste povo, com iniciativas como as marchas, a distribuição do pão, o desfile etnográfico, os arraiais, a sardinhada e os saltos às fogueiras, entre outras.

Na tarde do dia 13, a procissão em honra de Santo António percorre as principais ruas da cidade, num momento de grande religiosidade e emoção. Antes disso, pela manhã realiza-se na Capela a Missa e a distribuição do Pão, cumprindo-se uma tradição secular.

O desporto conquista cada vez um lugar de importância nas festas. Este ano, contam-se mais de uma dezena de atividades desportivas, com destaque para o Grande Prémio de Atletismo Bernardino Machado, para a Caminhada Camiliana e a Descida Mais Louca, entre outras.

Para lá dos concertos, à noite não falta animação, com os arraiais, sardinhadas e saltos às fogueiras. Referência ainda para o folclore com o desfile etnográfico, os bombos com o Tocá Bombar, o Encontro dos Grupos de Cavaquinhos, e o desfile de fanfarras.

Enfeitada a rigor com arcos e cores festivas, a cidade de Famalicão será invadida pelo aroma do algodão doce e da sardinha assada, pelos balões e pelo tradicional manjerico acompanhado de uma quadra alusiva a Santo António.

 

Imagens: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

 

Pub

Categorias: Agenda, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.