Braga

Ensino | ‘Há Cientistas na Escola’ assinalou abertura à comunidade em Dia do Agrupamento André Soares

Ensino | ‘Há Cientistas na Escola’ assinalou abertura à comunidade em Dia do Agrupamento André Soares

Pub

 

 

Há Cientistas na Escola” foi o mote da primeira Feira de Ciências do Agrupamento de Escolas André Soares, em Braga. A mostra, que contou com o apoio do Município de Braga, decorreu esta sexta-feira, 17 de maio, no âmbito das celebrações no Dia do Agrupamento. A iniciativa foi direcionada a alunos de todos os níveis de ensino, desde o pré-primário ao 3º ciclo de qualquer escola pública, privada ou cooperativa.

 

 

Com o objetivo de fomentar a criatividade através da criação de projetos científicos que proporcionem a cooperação entre a comunidade educativa, os participantes foram divididos por três escalões dos diferentes níveis de ensino: o primeiro escalão destinado a alunos do ensino pré-primário e 1º ciclo; o segundo direccionado a alunos do 2º ciclo e o último para alunos do 3º ciclo.

Para Lídia Dias, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, é importante que a ciência na escola se aproxime da comunidade ultrapassando a sala-de-aula e os conteúdos programáticos das disciplinas. “Celebrar o Dia do Agrupamento, trazendo o que está nos livros para uma exposição onde podem ser observados os trabalhos desenvolvidos pelos nossos alunos, contribui para fomentar o sentimento de pertença na comunidade educativa. Estou certa de que é a partir deste envolvimento entre todos os que ‘fazem escola’ que teremos melhores resultados, aprendizagens mais duradouras e uma escola mais humanizada”, refere.

Esta edição contou com cerca de 97 participantes, 34 projectos e 16 professores envolvidos, abordando temáticas das ciências a partir de experiências, demonstrações e comunicações. Foram apresentados projectos nas áreas da programação de drone e robôs, experiências, fotografia 3D, entre outros.

“Este tipo de iniciativas permitem aos alunos desenvolver ideias, aprofundar conhecimentos experimentais com aplicação na resolução de problemas da comunidade, promovendo, assim, a criatividade e o pensamento crítico”, conclui Lídia Dias.

A Feira de Ciências contou com a participação de alunos dos Agrupamentos de Escola Alberto Sampaio e Celeirós, do Externato Paulo VI e do Agrupamento de Escolas António Aleixo de Portimão, Algarve.

 

Imagens: Município de Braga

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.