Vila Nova de Famalicão

Pensadores | Museu Bernardino Machado evoca António Sérgio cinquenta anos depois da sua morte

Pensadores | Museu Bernardino Machado evoca António Sérgio cinquenta anos depois da sua morte

Pub

 

 

No próximo dia 24 de maio, sexta-feira, o Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão, vai recordar a ação do ensaísta António Sérgio, uma das figuras mais destacadas da cultura portuguesa do Século XX, com um colóquio que assinala o cinquentenário da sua morte: ‘Revisitar António Sérgio: cinquenta anos depois‘.

 

 

Revisitar António Sérgio: cinquenta anos depois‘, assim se chama a iniciativa promovida pelo museu famalicense que vai contar com a intervenção de vários académicos, investigadores, docentes e historiadores de várias universidades portuguesas.

A sessão de abertura do colóquio, às 9h30, estará a cargo do presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, e do coordenador científico do Museu Bernardino Machado, Norberto Cunha.

Da parte da manhã intervêm Fernando Catroga, da Universidade de Coimbra, para falar sobre “António Sérgio e a educação cívica”; Sérgio Campos Matos, da Universidade de Lisboa, com o tema “História e Educação para a Cidadania” e Justino de Magalhães, também da Universidade de Lisboa, para falar sobre o papel de António Sérgio enquanto Ministro da Instrução.

As intervenções da parte da tarde arrancam às 15h00 com Ivone Moreira, da Universidade Católica Portuguesa, com o tema “princípios e fins da pedagogia sergiana”; e João Príncipe, da Universidade de Évora, para quem António Sérgio é dono de uma “obra que se impõe revisitar, quer pelos horizontes que rasgou, quer pelos debates que suscitou nos mais variados campos”.

Após um debate, seguem-se Joaquim Pintassilgo, da Universidade de Lisboa, para falar sobre “António Sérgio e o valor educativo da vulgarização dos conhecimentos” e, por fim, Norberto Cunha, com o tema “Educação e ensino em António Sérgio e Bernardino Machado”.

Figura central do socialismo democrático e da teorização sobre o cooperativismo em Portugal, António Sérgio nasceu em 1883, tendo falecido em 1969. Ensaísta de formação clássica e iluminista, o seu pensamento crítico incidiu sobre uma pluralidade de campos do saber que vão da ciência e da filosofia e à política, passando pela história, os problemas sociais e económicos, a literatura e a pedagogia. Nos seus trabalhos em torno da História de Portugal valorizou os fatores sócio-económicos e de psicologia social. Homem cosmopolita, crítico das posições deterministas e dogmáticas que dominaram no seu tempo, envolveu-se em polémicas com intelectuais seus contemporâneos dos mais variados setores. A sua linguagem aparentemente simples encobre um pensamento bem mais complexo do que poderia parecer a uma primeira leitura.

Opositor ao regime fascista, António Sérgio esteve preso em diversas ocasiões – 1933, 1935, 1948 e 1958 – e exilado entre 1926 e 1933. Figura ímpar entre os homens do seu tempo, marcou a História do Portugal contemporâneo e deixou inúmeros seguidores entre os socialistas portugueses.

O colóquio é de entrada livre, mas de inscrição obrigatória até dia 22 de maio, no site do Museu Bernardino Machado.

 

Imagem: Município de Famalicão

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.