10/ 5 Póvoa de Varzim

Pintura | Estudo para ‘À espera dos barcos’ de Marques de Oliveira é motivo de conferência de Maria Assunção Lemos

Pintura | Estudo para ‘À espera dos barcos’ de Marques de Oliveira é motivo de conferência de Maria Assunção Lemos

Pub

 

 

No próximo dia 10 de maio, sexta-feira, pelas 21h00, no Museu Municipal da Póvoa de Varzim, Maria Assunção Lemos irá proferir a conferênciaPertinente aquisição: estudo para Esperando os Barcos, do pintor Marques de Oliveira”.  

 

 

A conferencista Maria Assunção Lemos estudou com meticulosa paixão o conjunto da obra do Mestre Marques de Oliveira – patente na Tese de doutoramento: ‘Marques de Oliveira (1853 – 1927) e a cultura artística Portuense do seu tempo‘ – e irá apresentar, analisar e enquadrar esta obra dentro da História da Arte em Portugal. 

Numa feliz iniciativa, o Município da Póvoa de Varzim efetuou a aquisição de um estudo de “À espera dos barcos” (1892), aquela que é uma das mais belas pinturas portuguesas e em que a Póvoa de Varzim e o seu mar são retratados. 

Na segunda metade do século XIX afirma-se, por toda a Europa, um gosto crescente pela pintura naturalista. Esta nova tendência chega a Portugal através da Inglaterra e, principalmente, da França, sendo João Joaquim Marques de Oliveira a figura portuguesa mais marcante deste movimento. 

À espera dos barcos‘ é uma pintura de costumes representando as mulheres dos pescadores que aguardam na praia pelo regresso deles da faina do mar. Tratando-se da praia da Póvoa do Varzim, a pintura representa os momentos de ansiedade diária da família dos pescadores marítimos daquele tempo numa imagem que representa em si mesma a vivência feminina de todo o litoral do Portugal pescador.

Marques de Oliveira nasceu no Porto, em 1853, e morreu em 1927, com 74 anos. Foi um pintor naturalista, mas também realista. Viveu em França, de 1873 a 1879, com o seu colega Silva Porto. Ambos os pintores são considerados os responsáveis pela introdução do naturalismo em Portugal. Em 1879, regressou ao Porto e, juntamente com o seu amigo e colega, introduziu a pintura de ar livre em Portugal. A partir de 1881, e até 1926, foi professor na Academia Portuense de Belas-Artes, onde também ocupou o lugar de diretor.

 

Imagem: (0) Wikipedia, (1) Município da Póvoa de Varzim

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Agenda, Arte, Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.