Jazz na Caixa alinha Mário Laginha e Abe Rábade

Jazz na Caixa alinha Mário Laginha e Abe Rábade

Pub

 

 

Assistir a um concerto de jazz, num ambiente intimista e descontraído, com o público a partilhar o palco com os músicos, a ouvir um bom som e a saborear um champanhe, esta é a proposta do Jazz na Caixa, um ciclo de concertos que O Eixo do Jazz, de 5 a 14 de abril, leva até Joane, em Vila Nova de Famalicão, nomes que dispensam apresentações, como Mário Laginha e Abe Rábade, um dos mais importantes pianistas espanhóis da atualidade, entre outros.

A iniciativa, que vai já na sua terceira edição, é um dos muitos eventos promovidos anualmente pela Associação Luso-Galaica para a Promoção do Jazz – O Eixo do Jazz, que se instalou no concelho famalicense em 2017 com o objetivo de desmistificar a ideia generalizada de que o Jazz é para elites.

Jazz para todos

Até agora, explica Cristina Marvão, dirigente d’ O Eixo do Jazz que organiza o Jazz na Caixa, o objetivo da associação parece estar a ser cumprido. “O público é difícil de se conquistar, mas o Jazz, como qualquer outra música e como qualquer outra arte, tem de ser mostrado às pessoas passo a passo. Não é obrigatório que toda a gente goste de todo o tipo de jazz, mas com os eventos que temos vindo a promover aqui em Famalicão estamos a conquistar público e a aproximar as pessoas do Jazz”, disse.

Famalicão, concelho cultural

O assentar de mais uma associação em Famalicão é motivo de satisfação e de orgulho para o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que na apresentação do Festival, no âmbito do Roteiro pela Inovação, afirmou ser este “um sinal claro” de que o concelho está com políticas públicas atrativas. “Já mostramos que somos um concelho recetivo a novas áreas e que sabemos abraçar novas propostas. Quando tantas apostas do ponto de vista cultural estão a ser feitas no nosso concelho é sinal de que os seus autores sabem que aqui têm todas as condições necessárias para que os seus projetos possam ser bem-sucedidos”, disse Paulo Cunha.

O edil elogiou ainda “o trabalho multifacetado” da Associação Teatro Construção (ATC), parceira do Eixo do Jazz na organização do Jazz na Caixa. “O ATC é um exemplo daquilo que uma associação pode ser, para além daquilo que já é. As associações podem também estar disponíveis para que outros projetos possam ser bem-sucedidos”, referiu.

Programação do Jazz na Caixa

Quanto à programação do Jazz na Caixa 2019, o primeiro fim-de-semana, de 5 a 7 de abril, será preenchido com três concertos de piano a solo, em que o público partilha o palco com três dos melhores pianistas da atualidade. São eles: Abe Rábade, no dia 5, Mário Laginha, no dia 6, e João Paulo Esteves da Silva, no dia 7.

Ao longo da semana estão programados dois workshops, um de introdução ao Jazz para jovens estudantes de música, dos 8 aos 14 anos, e um outro, intitulado “Jazz com Arco”, que convida jovens músicos de conservatório a experienciarem a improvisação do Jazz moderno. O resultado deste último workshop terá interpretação ao vivo no dia 13 de abril, sábado, com a presença de dois músicos convidados – Hugo Correia (contrabaixo e violoncelo) e Manuel Maio (violino).

O Jazz na Caixa termina no domingo, dia 14. O último concerto da iniciativa estará a cargo de um dos guitarristas portugueses mais virtuosos da atualidade – Bruno Santos (da dupla Mano a Mano), que em Famalicão irá partilhar o palco com Rita Redshoes.

jazz na caixa - vila nova de famalicão - festival - jazz - concertos - espetáculos - joane - associação teatro construção - vila nova de famalicão - mário laginha - abe rábade - rita red shoes - bruno santos - o eixo do jazz

O local dos diversos espetáculos, tal como em anos anteriores, será o auditório da Associação Teatro Construção (ATC), em Joane, Famalicão.

Os bilhetes têm o preço de 8 euros para o público geral; de 6 euros para os associados do Eixo do Jazz e ATC e de 4 euros para os portadores do Cartão Jovem. Para menores de 14 anos a entrada é gratuita.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - notícias - informação - jornal - diário digital generalista de âmbito regional

Abe Rábade orienta 1ª residência Jazz na Aldeia d’ O Eixo do Jazz

Imagens: JnC

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: [email protected]

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Agenda, Cultura, Famalicão, Música

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.