Guimarães

Ambiente | Eco Parlamento de Guimarães visa mudar o mundo para melhor

Ambiente | Eco Parlamento de Guimarães visa mudar o mundo para melhor

 

 

 

Alunos de oito agrupamentos de escolas vimaranenses participaram na  4ª edição do Eco Parlamento de Guimarães. O Eco Parlamento tem como objetivo identificar os desafios ambientais e encontrar soluções através dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU. A primeira sessão realizou-se anteontem, 21 de fevereiro.

 

 

“As crianças têm o mundo pela frente e são um parceiro importante para ajudarem a construir um mundo melhor, através da visão que apresentam e dos argumentos que sustentam essa visão”. Foi desta forma que Adelina Pinto, a Vereadora da Educação da Câmara Municipal de Guimarães, procedeu à abertura de mais uma edição do Eco Parlamento, esta quinta-feira, 21 de fevereiro, no Laboratório da Paisagem.

Oito agrupamentos de escolas de Guimarães participam na 4ª edição do Eco Parlamento, uma das atividades âncora do programa ambiental PEGADAS, organizado pela Câmara Municipal de Guimarães e pelo Laboratório da Paisagem. Ao longo de três sessões parlamentares, 32 alunos dos quatro ciclos de ensino dos agrupamentos inscritos, divididos em equipas de quatro, identificam os desafios ambientais em Guimarães, procuram soluções sustentadas, selecionando para isso um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU e debater perante os restantes alunos que compõem eles mesmos, um júri interno do projeto e um júri externo (Anabela Carvalho da Universidade do Minho; Paula Seixas, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Rita Salgado e Sónia Monteiro da Câmara Municipal de Guimarães). A operacionalização do projeto é coordenada pelo investigador em Geografia do Laboratório da Paisagem, Ricardo Nogueira Martins.

“Todos temos ideias para mudar o mundo, mas não podemos ficar sentados à espera que o mundo mude sozinho e é de enaltecer este envolvimento das crianças e professores das nossas escolas neste projeto do Município de Guimarães”, salientou Adelina Pinto, fazendo referência à estreia do Agrupamento de Escolas Arqueólogo Mário Cardoso, nesta edição, que se junta aos Agrupamentos de Escolas de Abação; Professor Abel Salazar; Arqueólogo Mário Cardoso; Fernando Távora; Santos Simões; Vale de São Torcato; Virgínia Moura e Escolas D. Afonso Henriques.

Na sessão de encerramento, a Vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira, destacou a “participação entusiástica de todos, sendo fundamental cuidarmos da nossa casa comum que é a Terra e a nossa cidade, por forma a fazer com que Guimarães seja o sítio onde todos se sintam felizes”, frisando o “empenho e dedicação dos agrupamentos” nesta temática geral da sustentabilidade ambiental.

 

As temáticas de trabalho apresentadas pelas escolas nesta edição do Eco Parlamento foram as seguintes:

ODS 7 – Energias renováveis e acessíveis
Agrupamento de Escolas Arq. Mário Cardoso
Desafio Ambiental: Natureza, a energia que nos transforma

ODS 7 – Energias renováveis 
Agrupamento de Escolas do Vale de S. Torcato
Desafio Ambiental: Utilizar para Proteger e Poupar

ODS 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis 
Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques
Desafio Ambiental: Som, sem ruído!

ODS 12 – Produção e Consumo responsável 
Agrupamento de Escolas Fernando Távora
Desafio Ambiental: A HORTA…de todos e para todos

ODS 12 – Produção e Consumo responsável 
Agrupamento de Escolas Santos Simões
Desafio Ambiental: MES- Manual Escolar Sustentável

ODS 12 – Produção e Consumo responsável 
Agrupamento de Escolas Virgínia Moura
Desafio Ambiental: H2O_doce – Promoção do consumo de água

ODS 14 – Vida debaixo da água
Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar
Desafio Ambiental: O Mar também nos pertence

ODS 15 – Vida sobre a Terra
Agrupamento de Escolas de Abação
Desafio Ambiental: Abação reconquista a floresta autóctone

 

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é uma publicação gratuita para os leitores e sempre será.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbanking.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.