Diana C. Pereira

Saúde Mental | Eu, o Outro e a Ansiedade

Saúde Mental | Eu, o Outro e a Ansiedade

 

 

 

Por vezes, nos dias de hoje, não conseguimos lidar com a alegria do outro, com a tristeza do outro, com o sucesso do outro, com o sofrimento do outro, com as emoções do outro, ou seja, com o outro em geral.

E já se perguntaram alguma vez “porquê?”? O porquê de não conseguirmos lidar com pessoas que são exatamente isso, pessoas! E como pessoas que são têm problemas, sejam estes mais simples ou mais complexos como uma perturbação, por exemplo? Evidentemente que existem milhentas razões, mas a meu ver uma das mais preocupantes é a falta de compreensão (além da teórica) que conduz a uma diminuição na empatia sentida e “posta à disposição” de quem se encontra numa situação mais ou menos difícil.

As pessoas não se compreendem… porque não sabem o que as outras sentem…

Por isso, decidi trazer-vos algo diferente hoje…

Hoje trago-vos um texto não tão “informativo” do ponto de vista estrutural, mas com muito mais “conteúdo” do ponto de vista Humano…

Hoje quero que as minhas palavras vos façam sentir e não apenas “saber”…

Quero fazer-vos “encarnar” uma personagem… que ri… que pensa… que sente… que sofre… de Ansiedade… e que quer e vai lutar contra.

Permitam-se sentir, vivenciar… permitam-se colocar no lugar do outro… ser empáticos… e olhar para o lado ou para vocês mesmos… com olhos de ver, de pensar mas também e sobretudo de sentir!

 

Há mais de seis meses que é isto…

Quase todos os dias isto…

Acordo de manhã mais cansado(a) do que quando me deitei…

Porquê? – Perguntam vocês…

Eu respondo…

Cinco vezes… cinco vezes que acordei durante a noite…

Demoro tempos infinitos a adormecer… minutos que parecem horas… e depois? E depois acordo… e depois adormeço… e depois acordo…

E porquê? – Perguntam vocês novamente…

Porque a minha cabeça não pára…

Estou sempre preocupado(a) com tudo… tudo o que aí vem… tudo o que aí não vem…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

Isto deixa-me “louco(a)”… não consigo concentrar-me, sinto-me de “mente vazia”… sempre cansado(a) por tudo e por nada, sempre agitado(a), sempre nervoso(a), sempre tenso(a), sempre irritado(a) até com aqueles que gosto… e porquê? Às vezes eu nem sei…

E há tanta coisa que eu sinto que vocês não sabem…

Às vezes o meu coração bate tanto tanto que até parece que vou ter um ataque cardíaco…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

Transpiro tanto tanto que até parece que não tenho controlo sobre o meu próprio corpo…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

Sinto que ninguém me entende… NINGUÉM!!!

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

E começo a tremer…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

Até que deixo de respirar… não consigo… não consigo respirar… há uma dor tão grande no meu peito que eu abafo…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

Fica calor… às vezes frio… fico mal disposto(a) e vejo tudo à roda…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

Tenho medo…

Tenho muito medo…

E se ? E se? E se? E se? E se? E se?

 

E SE NADA!!!

CHEGA!!! PÁRA!!!

Estou cansado(a)… estou farto(a)…

Já lá vão mais de seis meses…

Já lá vão…

Não deixo que venham mais!

E com todas as minhas forças eu vou lutar!!!

É hoje… É hoje…

Quero mudar! Estou pronto(a) para mudar…

Chega de vergonha… preciso de ajuda…

Preciso de ajuda, não porque sou fraco(a)…

Porque sou um(a) lutador(a), porque sei que mereço melhor do que isto e porque sei que consigo! E sei que há por aí alguém que me entende… E quem aguentou isto, aguenta o que aí vem!

E o que aí vem?

Só pode ser melhor…

E…

Chama-se VIVER!

Por quem?

Por MIM!

 

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é generalista, independente, plural e gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede. Só um jornalismo forte pode garantir qualidade no serviço oferecido aos leitores.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu contributo, ainda que simbólico, sob a forma de donativo.

MB Way: 919983484

Multibanco ou netbanking:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categorias: Ciência, Destaque, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.