2018 | ‘Enfermeiro’ é a Palavra do Ano

2018 | ‘Enfermeiro’ é a Palavra do Ano

Pub

 

 

 

Após uma participação verdadeiramente histórica que decorreu no site Palavra do Ano durante todo o mês de dezembro, foi anunciada hoje publicamente, num evento organizado pela Porto Editora para assinalar os 10 anos desta iniciativa, a escolha dos portugueses: «enfermeiro» é a PALAVRA DO ANO ®2018 , recolhendo 37,8 % dos votos. A uma curta distância ficou a candidata «professor», com 33,4%, enquanto «toupeira» obteve 10,6%.

 

 

A décima edição da iniciativa apresentava uma lista que incluía palavras de grande relevância e atualidade, como «populismo», «extremismo» e «sexismo», a escolha dos portugueses poderá refletir uma preocupação acentuada quanto à situação que envolve a classe dos enfermeiros, algo que poderá ser extensível aos professores, atendendo à elevada votação que a respetiva palavra registou. mas também, muito provavelmente, devido à participação ativista dos grupos profissionais envolvidos nas 2 palavras mais votadas.

A PALAVRA DO ANO ® foi criada com o objetivo de sublinhar a importância e a força das palavras na construção e interpretação do nosso quotidiano, bem como a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa. As conversas, os debates e a participação crescente das pessoas ao longo dos anos comprovam isso mesmo.

Os resultados obtidos por cada uma das candidatas a PALAVRA DO ANO ® 2018 apresentam-se da seguinte forma:

«enfermeiro» — 37,8%
«professor» — 33,4%
«toupeira» — 10,6%
«privacidade» — 3,1%
«assédio» — 2,9%
«populismo» — 2,8%
«extremismo» — 2,6%
«paiol» — 2,5%
«sexismo» — 2,3%
«especulação» — 2,0% 

A palavra «enfermeiro» junta-se assim à lista das vencedoras da iniciativa PALAVRA DO ANO ® , onde constam esmiuçar» (2009), «vuvuzela» (2010), «austeridade» (2011), «entroikado» (2012), «bombeiro» (2013), «corrupção» (2014), «refugiado» (2015), «geringonça» (2016) e «incêndios» (2017).

O anúncio oficial da Palavra do Ano aconteceu esta tarde na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, no Porto, numa sessão aberta ao público e que teve como convidados especiais Valter Hugo Mãe, escritor, Felisbela Lopes, professora universitária, e Fernando Alvim, radialista.

 

Fonte: Porto Editora

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking ou Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.