Barcelos

Ambiente | Amigos da Montanha inauguram EARTH, o novo e ansiado centro interpretativo e de educação ambiental

Ambiente | Amigos da Montanha inauguram EARTH, o novo e ansiado centro interpretativo e de educação ambiental

Pub

 

 

 

E.A.R.T.H. é o Espaço Ambiental do Rio, da Terra e do Homem que acabou de ser inaugurado no último sábado, 8 de dezembro, na Casa da Azenha, em Barcelos. Trata-se de um centro interpretativo e de educação ambiental, há muito em falta, de que a cidade de Barcelos passa a dispor.

 

 

O projeto E.A.R.T.H. dos Amigos da Montanha encontra-se integrado no programa ambiental BiodiverCidade barcelense. Porque se encontra num espaço com localização privilegiada, junto ao rio Cávado, pretende, também, levar as pessoas até ao espaço envolvente. Assim, procurará dar a conhecer e valorizar o Cávado, dando a conhecer o que existe em torno deste precioso recurso e aproveitando as margens para explorar a fauna e a flora, para fazer a recolha de espécies que depois serão analisadas no EARTH. Para o efeito, o espaço dispõe de uma sala de atividades com diverso material, como por exemplo microscópios, que vai permitir descobertas que proporcionam conhecimento nas diversas ações educativas a realizar. “Tenho a certeza que, principalmente as crianças, ao perceberem os segredos da natureza que aqui vão descobrir, vão valorizar muito mais o espaço que as rodeia, vão estar mais atentos e mais interventivos” salientou, na ocasião, o presidente da Direção dos Amigos da Montanha, Américo Alves, na inauguração do espaço.

Sobremaneira direcionado para as escolas e para a realização de atividades de educação ambiental, o E.A.R.T.H. é também um projeto dirigido a toda a população. Para isso vai contar com exposições sobre temáticas ambientais, atividades de sensibilização e de educação e workshops para a comunidade.

Nesta fase inicial de implementação do projeto estará aberto, para além dos dias de realização de atividades programadas, às quintas-feiras para dar a conhecer os “Segredos da Floresta”. Este é o nome da exposição presente atualmente no espaço. A floresta narra a sua história, a sua evolução, a relação com o homem e algumas curiosidades sobre a sua forma de vida através de painéis ilustrativos, mas também dos troncos e ramos de diferentes espécies e dos materiais que a floresta nos dá para o nosso dia-a-dia e que estão expostos neste local.

Na sessão inaugural, curiosidade suscitou também a mesa sensorial, em que através do tato e do olfato os visitantes podem descobrir algumas espécies, assim como a mesa do biomimetismo, em que se descrevem algumas inspirações da floresta para muitas das inovações que os cientistas vão lançando e que fazem parte do nosso dia-a-dia. “Temos o caso do velcro, inspirado numa flor do bosque, e os comboios de alta velocidade, inspirados nos guarda-rios, uma espécie de aves que podemos encontrar no rio Cávado”, desvenda Joana Soto, bióloga dos Amigos da Montanha.

Às quintas-feiras decorrerão também “As Quintas no EARTH”, uma iniciativa em parceria com a Cooperativa Agrícola de Barcelos que permitirá levar a educação ambiental a centenas de alunos. Margarida Furtado, representante da Cooperativa Agrícola, lembrou o facto de Barcelos ser um concelho rural e “o maior produtor de leite a nível nacional”, pelo que os mais pequenos terão oportunidade, através de diferentes atividades e experiências, de conhecer o que vem da sua terra e que chega à sua mesa.

Este espaço da natureza, como o próprio nome indica, está também dedicado ao rio e é um espaço para o homem, ou seja um espaço para a comunidade barcelense. Américo Alves agradeceu à Câmara Municipal de Barcelos a cedência do espaço, mediante a realização de um protocolo, demonstrando toda a recetividade do município para levar este projeto ao encontro da população. O presidente da Direção da Amigos da Montanha, associação com sede em Barcelinhos, acredita que “foi criado um espaço agradável para que as pessoas o queiram visitar e, quando cá estiverem, sintam que vale a pena visitar e aprender sobre o ambiente de uma forma lúdica”. Todas as atividades têm o acompanhamento de Joana Soto, a bióloga dos Amigos da Montanha.

 

Fonte Amigos da Montanha

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária:

MB Way: 919983484

Netbanking ou Multibanco: 

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.