Turismo, imobiliário e construção lideram nascimento de empresas

Turismo, imobiliário e construção lideram nascimento de empresas

Pub

 

 

 

O tecido empresarial português continua a mostrar um forte dinâmica. Para além da criação de milhares de novos postos de trabalho, os números da criação de novas empresas nos onze meses já decorridos de 2018 deverão proporcionar um ano recorde na constituição de novas companhias.

Os números do empreendedorismo continuam a crescer e em Novembro de 2018 já foi ultrapassado o total de empresas criadas em todo o ano de 2017, refere a publicação Construir, baseando-se no Barómetro da Informa D&B. Esta consultora indica que foram constituídas em Portugal 41 649 novas empresas e outras organizações até final de novembro, mais 3 779 do que no mesmo período do ano passado, o que representa um crescimento de 10,0% e que se deve em grande medida a empresas ligadas ao turismo.

A criação de empresas tem sido transversal quer a nível geográfico quer por setores, embora o turismo seja aquele que mais está a impulsionar o nascimento de novas empresas, referiu o Jornal de Negócios há meses atrás, baseando-se na mesma fonte de informação.

De acordo com o Informa D&B, os setores ligados ao turismo crescem 16,3% em novas empresas face ao ano anterior e dão o maior contributo para as mais de 41 mil novas empresas já constituídas desde janeiro do corrente ano.

Entre as empresas de Serviços – setor com maior número de entidades constituídas entre o tecido empresarial -, destacam-se as que têm forte ligação ao turismo, como as atividades de animação turística e agências de viagens, bem como os Serviços Profissionais e Saúde. Outros setores com forte ligação ao turismo mostram um dinamismo significativo, como as Atividades Imobiliárias (mais 794 nascimentos, +21,6%) e a Construção (mais 633 nascimentos, +19,5%). As novas empresas no setor dos Transportes (mais 720, +63,9%) mais do que duplicaram desde o início do ano, em particular as atividades de transporte ocasional de passageiros em veículos ligeiros. Outro que tem revelado forte crescimento é o das tecnologias de informação e comunicação..

Entre janeiro e o final de novembro deste ano, o distrito de Lisboa é o que regista maior número constituições (14 608), um crescimento de 14,2% e que é responsável por metade do crescimento de novas empresas.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

‘Tenho uma paixão por fotografar o movimento’

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.