Saúde | Intoxicação por Cogumelos

Saúde | Intoxicação por Cogumelos

Pub

 

 

 

A intoxicação por cogumelos é mais frequente do que se possa pensar. Embora a sua colheita seja quase só efetuada por conhecedores, um descuido ou uma contaminação podem acontecer a qualquer um. Assim, e porque esta época do ano é propícia à sua recoleção, o Centro de Informação Antivenenos (CIAV) do Instituto Nacional de Emergência Médica divulgou uma nota informativa a lembrar que a apanha e ingestão de cogumelos selvagens pode sempre envolver alguns riscos. Por norma, são cozinhados vários cogumelos ao mesmo tempo e pode acontecer que algum deles seja tóxico, contaminando a referição.

 

 

A intoxicação por cogumelos não é tão rara como idealmente poderíamos pensar. O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) identifica aqui alguns sinais e sintomas a ter em atenção.

Os primeiros sinais ou sintomas podem aparecer cerca de 2 horas após a ingestão:

  • Vómitos
  • Diarreia abundante
  • Dores abdominais

O que fazer em caso de intoxicação por cogumelos?

  • Contacte, de imediato, o Centro de Informação Antivenenos (CIAV) do INEM – 808 250 143;
  • Siga as instruções dadas pelo médico;
  • Quando consumir cogumelos silvestres deve guardar, pelo menos, um exemplar de cada espécie consumida;
  • Em caso de intoxicação, deverá ter esses exemplares para que a assistência médica possa atuar com maior eficácia;
  • É ainda mais perigoso quando os sintomas aparecem 6 horas ou mais após a ingestão.

Siga estes importantes conselhos do INEM:

  • Não apanhe nem cozinhe cogumelos frescos, se não os distinguir com exatidão;
  • Se após a ingestão de cogumelos surgirem sintomas, nomeadamente vómitos e diarreia, deve contactar de imediato o CIAV.

Lembre-se: A emergência médica começa em si! Colabore com o INEM.

O Centro de Informação Antivenenos (CIAV) é um centro médico de consulta telefónica na área da toxicologia, responsável pela prestação, em tempo útil, das informações necessárias e adequadas a profissionais de saúde ou ao público em geral, visando uma abordagem correta e eficaz a vítimas de intoxicação.

O CIAV presta informações toxicológicas sobre todos os produtos existentes, desde medicamentos a produtos de utilização doméstica ou industrial, produtos naturais, plantas ou animais.

Único no País, com uma cobertura nacional, o CIAV funciona ao longo das 24 horas do dia, 7 dias por semana, sendo o serviço assegurado por pessoal médico especializado, disponível através de uma linha telefónica exclusiva – 808 250 143 (custo de chamada local).

A ligação aos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM, permite igualmente um fácil acesso através do Número Europeu de Emergência – 112.

No âmbito da toxicologia o CIAV presta todo o tipo de informações referentes a intoxicações agudas ou crónicas, relativas ao diagnóstico, quadro clínico, terapêutica e prognóstico da exposição a tóxicos.

Colabora ainda em ações de formação, desenvolve medidas de prevenção e, com base na informação disponível e permanentemente atualizada, presta apoio na elaboração de estudos, trabalhos de investigação ou de análise estatística da incidência dos mais variados produtos no panorama das intoxicações em Portugal.

 

Fontes: SNS e CIAV

Imagem: INEM

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.