Braga

Metalurgia | Carla Cruz (PCP) reúne com trabalhadores da Jado Iberia a um passo de esta fechar as suas portas

Metalurgia | Carla Cruz (PCP) reúne com trabalhadores da Jado Iberia a um passo de esta fechar as suas portas

 

 

 

A deputada do PCP, eleita por Braga, Carla Cruz, esteve na passada sexta-feira, 30 de novembro, reunida com a Comissão de Trabalhadores da Jado Iberia em Braga. Esta importante empresa do setor metalúrgico, que a no plano nacional tem vindo a apresentar excelentes resultados, emprega 74 trabalhadores e sobre eles paira o espectro de um despedimento a muito curto prazo.

 

 

Segundo o PCP, “o problema não está na qualidade do trabalho desempenhado por esses trabalhadores nem na falta de encomendas, mas sim na possibilidade que a administração do Grupo IdealStandard – proprietário da Jado Iberia, situada em Nogueira, Braga – encontrou no sentido de deslocalizar a produção para outro ponto do mundo onde os custos de produção sejam mais baixos, o que poderá permitir aumentar os seus lucros”. É a lei do maior lucro possível.

A Direcção da Organização Regional de Braga do PCP entende que “a lei da selva não é compatível com um país soberano, que necessita de defender a sua capacidade produtiva, fortalecer os direitos dos trabalhadores e perspetivar um futuro em que a dinamização da atividade económica e criação de emprego se traduzam na melhoria das condições de vida do povo português”.

O deputado do PCP no Parlamento Europeu, Miguel Viegas, questionou a Comissão Europeia sobre os instrumentos que dispõe para impedir este encerramento e evitar mais uma tragédia social e económica para a região de Braga. O grupo multinacional Ideal Standard International opera em diversos Estados Membros da União Europeia e tem beneficiado de fundos comunitários.

Entretanto, a deputada do PCP na Assembleia da República, Carla Cruz, questionou o Governo de António Costa sobre as medidas que pretende tomar para garantir a manutenção de todos os postos de trabalho e a laboração da empresa.

Na reunião de sexta-feira com a Comissão de Trabalhadores da Jado Iberia, a deputada comunista mostrou a sua solidariedade com os trabalhadores, inteirando-se da sua situação e reforçando o empenho na procura de uma solução que possa salvar estes postos de trabalho.

“Ainda é possível lutar para que não seja dado mais um passo no caminho de destruição do aparelho produtivo nacional e do tecido económico e social do concelho de Braga. Os trabalhadores da Jado Iberia e suas famílias, podem contar com o empenho e solidariedade do PCP nesta luta”, reforçou a DORB.

 

Fonte: PCP – Braga

Imagens: (0), (1) Jado Iberia

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é uma publicação gratuita para os leitores e sempre será.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbankimg.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.