26/11 a 7/12 Aveiro

Ambiente | ASPEA e artistas de mãos dadas para repensar rios e ribeiras

Ambiente | ASPEA e artistas de mãos dadas para repensar rios e ribeiras

 

 

 

Numa iniciativa do Projeto Rios, coordenado pela Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), Aveiro vai receber a primeira residência artística ambiental com a finalidade de criar uma instalação artística alertando para a problemática dos resíduos nos nossos rios e ribeiras.

 

 

Esta residência artística será composta por vários artistas plásticos aveirenses e de outras regiões do país, aos quais se juntarão alunos de algumas escolas do município com a finalidade de realizarem uma instalação artística com o lixo recolhido das margens ribeirinhas do nosso país no âmbito da Campanha Rios em Movimento que decorreu nos dias 8, 9 e 10 de novembro e na Semana Europeia dos Resíduos.

A residência artística ambiental decorrerá na Quinta Ecológica da Moita, um espaço que resultou da parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, em Oliveirinha, durante os dias 26, 27 e 28 de novembro e de 3 a 14 de dezembro.

A residência artística será constituída por alunos de escolas do município de Aveiro e por um grupo de artistas, de várias regiões do país, composto por 7 elementos de várias especialidades artísticas, nomeadamente na área da cenografia, multimédia, pintura, arquitectura e artes plásticas.

Nesta ação vários artistas plásticos trabalharão o lixo recolhido das margens ribeirinhas, em especial do centro e norte de Portugal, durante a campanha Rios em Movimento, com o propósito de criar uma instalação artística capaz de alertar o público em geral para a importância de reduzir o impacte ambiental sobre os nossos rios e ribeiras, em especial as descargas de resíduos de forma ilegal e irresponsável.

Para Joaquim Ramos Pinto, presidente Nacional ASPEA, “este género de iniciativas são uma óptima forma de conscientizar e estimular a participação da sociedade civil acerca das problemáticas dos nossos sistemas ribeirinhos, bem como, da valorização do território, uma vez que coloca as pessoas no centro das ações de Educação Ambiental e lhes permite ter um contacto direto com a problemática. Através da instalação artística que virá a ser exposta em centros de interpretação e educação ambiental, pretende-se debater o tema dos resíduos e dos riscos ambientais em rios e ribeiras de forma interativa e apelativa em ações de Educação e Comunicação Ambiental”.

Esta iniciativa conta com o apoio do Fundo Ambiental, enquadrado no aviso ”Educação Ambiental + Sustentável: Repensar Rios e Ribeiras”, no âmbito da Estratégia Nacional de Educação Ambiental – ENEA2020.

Projeto Rios é um projeto que visa a participação social na conservação dos espaços fluviais, procurando acompanhar os objetivos apresentados na Década da Educação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e contribuir para a implementação da Carta da Terra e da Diretiva Quadro da Água. Em 2013, foi vencedor do Green Project Awards, iniciativa desenvolvida pela SIC Notícias.A sua implementação pretende dar resposta à visível problemática, de âmbito nacional e global, referente à alteração e deterioração da qualidade dos rios e à falta de um envolvimento efetivo dos utilizadores e da população em geral. Atualmente estão envolvidas na implementação do Projeto Rios em território nacional diversas entidades institucionais (câmaras municipais, juntas de freguesia, escolas, associações, organizações não-governamentais, institutos e centros de investigação), empresas e a população em geral.

O Projecte Rius, no qual o Projeto Rios português se inspira, foi lançado na Catalunha pela “Associació Habitats para Projecte RIUS Catalunya” em 1997 e, desde então, tem-se revelado um enorme sucesso. Atualmente, em Espanha, o Projecte Rius, com mais de 20 anos de experiência, desenvolve as suas atividades de voluntariado, abrangendo mais de 1000 grupos ambientais.

Nota: Em Vila Nova de Famalicão, no passado dia 31 de outubro, o Agrupamento de Escolas D. Sancho I, em colaboração com o Projeto Rios da ASPEA, efetuou um ação de limpeza do rio Pelhe, em Gavião.

 

Fonte: ASPEA

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede. 

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbanking.

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Agenda, Arte, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.