Vila Nova de Famalicão

Educação | ‘A Cidade educa?’ – pergunta Famalicão em conferência no Dia Internacional das Cidades Educadoras

Educação | ‘A Cidade educa?’ – pergunta Famalicão em conferência no Dia Internacional das Cidades Educadoras

Pub

 

 

 

A pergunta tem cada vez maior pertinência e o Dia Internacional das Cidades Educadoras dá o mote para a realização em Vila Nova de Famalicão, no dia 30 de novembro, de uma conferência que reunirá um conjunto de personalidades à volta da temática.

 

 

O ex-Presidente da República, Jorge Sampaio, o humorista António Raminhos, e a presidente da Associação Internacional das Cidades Educadoras, Marina Canals Ramoneda, são algumas das personalidades que vão deixar o seu testemunho, numa iniciativa organizada pelo Jornal de Notícias em colaboração com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

A conferência, que vai ter lugar no grande auditório da Casa das Artes, a partir das 14h30, tem entrada livre, mas inscrições obrigatórias.  A abertura estará a cargo do presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, e do diretor do Jornal de Notícias, Domingos de Andrade.

Entre as questões que, possivelmente, serão abordadas nesta conferência, o Jornal de Notícias, seu organizador, coloca desde já algumas em artigo publicado na divulgação do evento:

“Hoje, a Cidade, tomada como um todo, educa mais do que deseduca? Ou, ao invés, deseduca mais do que educa? Está a Cidade a contribuir para a construção de uma Cidadania mais ativa? Ou, ao invés, a fragilidades dos laços sociais e familiares está a sobrepor-se à edificação de uma Cidade inclusiva, solidária e verdadeiramente educadora?”

Para além das intervenções e testemunhos dos convidados, haverá espaço para a realização de uma mesa redonda  para explorar “A Cidade Educadora vista de vários ângulos“, que contará com as participações de Leonel Rocha, vereador da Educação e Conhecimento da Câmara Municipal de Famalicão, Isabel Menezes, membro do Conselho Nacional de Educação, Álvaro Domingues, geógrafo e professor da Universidade do Porto e do humorista António Raminhos. O encerramento está previsto para as 17h15, depois de um debate com o público.

Refira-se que o município de Vila Nova de Famalicão aderiu em 2010 à Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE), passando a integrar também a Rede Territorial Portuguesa de Cidades Educadoras, de que também fazem parte os municípios de Braga, Guimarães, Barcelos, Santo Tirso e Esposende, entre outros, organismo que promove a troca e partilha de experiências, no âmbito da Educação em toda a sua abrangência, e que entendem a cidade como um espaço de oferta de importantes elementos para uma formação integral do indivíduo.

A propósito desta iniciativa, Paulo Cunha refere: “Vila Nova de Famalicão orgulha-se de ser uma Cidade Educadora. Uma cidade que respira educação, que tem presente em todas as suas dinâmicas e ações a vertente educativa. É para isso que trabalhamos com as nossas escolas, mas esse é também sempre um dos objetivos principais da nossa política cultural, desportiva e social”.

Carta das Cidades Educadoras

 

Fontes: Município de Famalicão, Jornal de Notícias e EdCities

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Destaque, Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.