Guimarães

Internacionalização | Adelina Pinto participa em cimeira das Capitais Europeias da Cultura em Florença

Internacionalização | Adelina Pinto participa em cimeira das Capitais Europeias da Cultura em Florença

 

 

 

A vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Adelina Pinto, está em Itália a participar numa cimeira inédita que reúne todos os representantes de câmaras das cidades que foram e são designadas Capitais Europeias da Cultura.

 

 

Esta é a primeira Conferência de Câmaras das Capitais Europeias da Cultura, promovida com o propósito de proporcionar a reflexão sobre o papel e o posicionamento que uma cidade detentora do título de Capital Europeia da Cultura deve adotar no contexto europeu e no mundo.

Depois de Lisboa e Porto, Guimarães foi a terceira cidade portuguesa a ostentar o título de Capital Europeia da Cultura, em 2012, deixando um legado no âmbito da criação artística e desenvolvimento da programação cultural, além do investimento em equipamentos com destaque para a Plataforma das Artes e Criatividade.

O evento a decorrer em Florença – Itália – contempla várias sessões de palestras, debates e workshops ao longo de dois dias (5 e 6 de novembro) com destaque para a visita a decorrer esta terça-feira ao Laboratório de Artes da Gucci, onde será apresentado um ecossistema que combina a qualidade do artesanato tradicional e tecnologia de inovação, com uma responsabilidade social corporativa única e altos padrões de trabalho.

A conferência reunirá representantes de 45 cidades que até hoje detiveram o título. Estes representantes discutirão as suas experiências e benefícios que a designação teve não apenas na integração europeia, mas no reflexo na vida quotidiana nas próprias cidades.

Em 2018, as Capitais Europeias da Cultura são la Valletta, em Malta, e Leeuwarden-Friesland, na Holanda. No próximo ano serão as cidades de Plovdiv,, na Bulgária, e Matera, em Itália.

 

Fonte: Município de Guimarães

Imagens: (0) Município de Guimarães, (1) Tango7174

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

 

Pub

Categorias: Mais recentes

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.