Vila Nova de Famalicão

Território | Famalicão, Comunidade de Futuro

Território | Famalicão, Comunidade de Futuro

 

 

 

Mais de dois mil famalicenses participaram ativamente no Festival Famalicão Visão’25, que terminou na passada sexta-feira, no concelho de Vila Nova de Famalicão. Durante mais de um mês, entre 16 de setembro e 27 de outubro, dois milhares de cidadãos famalicenses contribuíram com as suas ideias e as suas reflexões para uma “Comunidade de Futuro”, marcando presença e participando ativamente nas 25 ações promovidas, que envolveram cerca de 60 instituições parcerias e 20 serviços do município.

 

 

“Foi uma enorme jornada pelo futuro da nossa comunidade, um festival de iniciativas bem-sucedido e um sinal muito claro que os famalicenses transmitiram, mostrando que estão disponíveis e interessados em participar no futuro do concelho”, afirma em jeito de balanço o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, acrescentando que “é esta vivência participativa, esta intervenção cívica, que nós queremos continuar a cultivar nos famalicenses”.

Ao todo, os participantes marcaram presença em oito seminários, onze laboratórios e oficinas e oito sessões públicas. Foram apresentados onze novos projetos liderados pelas Comissões Sociais Inter-Freguesias de onde se destaca, por exemplo, a criação de uma paisagem protegida local “Pateiras do Ave”, “Escolas sem Muros”, “Hortas em Rede”, entre muitos outros. Foram lançados quatro novos projetos concelhios, o Famalicão Circular, o Programa de Voluntariado para o Parque da Devesa, o International Day e o Startups Showcase entre o Famalicão Made In e a escola Startups da Universidade do Porto.

A ecologia também este presente, sendo que no âmbito do Festival Famalicão Visão’25 foram plantadas cerca de 700 árvores por cidadãos em atividades comunitárias e em 17 atividades, os participantes dispensaram os copos e as garrafas de plástico optando por copos de papel e água da torneira em garrafas de vidro.

“O Festival Visão’25 é uma iniciativa que serve também para agitar consciências, para mudar comportamentos e mentalidades em prol de uma sociedade mais saudável e amiga do ambiente”, refere ainda Paulo Cunha.

Parque da Devesa no topo das preferências dos famalicenses

Uma das marcas mais visíveis do Famalicão Visão’25 é o Sofá Amarelo que por estes dias regressou aos Paços do Concelho depois de ter recebido o contributo de cerca de um milhar de pessoas que responderam ao desafio “O que gosta mais de Famalicão?”. À questão a maioria de famalicenses respondeu “Parque da Devesa e Espaços Verdes”.

Ao longo das seis semanas do Visão’25 o Sofá visitou cerca de 30 espaços públicos onde deu a palavra a pessoas de todas as faixas etárias e dos vários grupos sociais.

Para Paulo Cunha com esta “auscultação informal ficamos a perceber melhor aquilo mais agrada aos famalicenses, o que lhes enche o peito de orgulho em Vila nova de Famalicão, e isso é muito importante porque conseguirmos apelar à consciência cívica das pessoas e estimular a cidadania e o sentido de pertença a uma comunidade”.

O Festival Famalicão Visão’25 é uma iniciativa que está enquadrada no desenvolvimento do Plano Estratégico para Famalicão e realiza-se de dois em dois anos. A próxima edição é em 2020.

 

Fonte: Município de Famalicão

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.