Mundo Têxtil | ‘Co-creating the Future Valérius 360’, inovador projeto da Valérius na área da economia circular

Mundo Têxtil | ‘Co-creating the Future Valérius 360’, inovador projeto da Valérius na área da economia circular

Pub

 

 

 

A economia circular, ou 4.0 como lhe chamam também, que aproveita e recicla tudo quanto pode de modo a tornar o Planeta mais sustentável, está a tomar conta da indústria têxtil e de Barcelos. Desta feita, é o Grupo Valérius, grupo de referência no concelho, que quer aplicar de forma perfeita os princípios desta forma de economia medinate a aplicação prática dos seus conceitos num projeto recentemente lançado. ‘Co-creating the Future Valérius 360’, assim é o seu nome, refere o jornal T, da Associação Têxtil e do Vestuário de Portugal. De acordo com a publicação, é em Londres, perante a nata de académicos da área da Moda, que os estrategas da empresa de Barcelos liderada por José Manuel Vilas Boas Ferreira vão agora explicar como em dez anos todas as roupas que saírem das suas fábricas a elas voltarão para dar origem a novos produtos.

 

 

De 31 de Outubro e 1 de Novembro, no London College of Fashion da UAL – London University of Arts, decorrerá a Global Fashion Conference. Será nesse encontro que terá lugar a apresentação do Projeto Valérius 360. A sessão tem lugar logo no primeiro dia e está integrada num painel em que os demais oradores são académicos de universidades de Itália, Escócia, Espanha e Inglaterra.

O projeto, que tem despertado a curiosidade do  mundo da Moda, foi lançado em Novembro passado e está a ser desenvolvido pela RDD – Research, Design, Development, a vertente laboratorial do grupo que é uma espécie de cérebro criativo de onde saem soluções integradas e inovadoras para novos conceitos, tanto em design como novos produtos, indica o Jornal T. Neste caso do Valérius 360, o grupo conta ainda com diversas parcerias tecnológicas, nomeadamente da Universidade do Minho.

Em Londres, na próxima quarta-feira, a apresentação será feira pela diretora geral da RDD, Elsa Parente, acompanhada por Dolores Gouveia, Design & Marketing Manager, e Miguel Costa, da área de I&D. O objetivo é mostrarem como a Valérius se propõe reconverter stocks das marcas e empresas suas parceiras, juntando-os aos desperdícios da sua produção para assim gerar uma nova gama de fios e novo vestuário.

Na prática, irão apresentar uma solução ecologicamente correta, ética e sustentável para reduzir o recurso a matérias-primas, energia, água e produtos químicos, produzindo ao mesmo tempo colecções éticas e a preços acessíveis. Além de fios têxteis sustentáveis, o processo vai permitir ainda a produção de papel ecológico, a partir dos desperdícios que o processo de reciclagem não pode devolver à indústria têxtil.

No fundo, um processo inovador e que oferece à indústria da Moda uma solução para um futuro verde que aplica de forma exemplar os princípios da economia circular a partir do processo convencional de seis etapas: recolha de vestuário, classificação, moagem, fios renovados, malha e, de novo, vestuário.

Para criar o caminho do futuro, passando de empresa industrial a empresa de serviços, para a ITV a Valérius 360 tem um plano de 10 anos e um orçamento de 20 milhões de euros.

José Manuel Vilas Boas Ferreira, após 30 anos de experiência na área têxtil, é atualmente o presidente do Grupo Valérius, que engloba empresas dos setores têxtil, calçado, papel e automóvel. Ao longo da sua carreira foi diretor industrial da empresa Araújo & Irmãos – Texteis – empresa têxtil especializada em moda, foi co-criador do projeto Inoveplastika – Desenvolvimento e Produção de Peças Plásticas para o Setor Automóvel, tendo posteriormente adquirido a Valérius Têxteis, a Ambar – Ideias no Papel e a Fabrica de Calçado Campeão Português. José Vilas Boas Ferreira é Comendador da Ordem do Crédito Industrial, Classe do Mérito Industrial, conferida por Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa em 27 de março de 2015.

 

Fontes: Jornal de Negócios, T-Jornal e Valérius

Imagens: Valérius

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à sua manutenção e desenvolvimento na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de transferência bancária.

MB Way: 919983404

Netbanking Multibanco:

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Economia

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.