Vila Nova de Famalicão

Ensino | Famalicão desenvolve mais de 20 programas educativos nas escolas do concelho

Ensino | Famalicão desenvolve mais de 20 programas educativos nas escolas do concelho

 

 

O programa educativo municipal “Viagens pelo Património Cultural de Vila Nova de Famalicão” levou no ano letivo 2017/2018, perto de três mil crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo a visitar os museus do concelho. O projeto que tem como principal objetivo fomentar a descoberta e o interesse dos mais novos pelos diversos espaços museológicos concelhios é um dos programas promovidos pela Câmara Municipal junto das escolas que mais sucesso alcança, cativando as escolas, os alunos e as suas famílias.

Os números foram apresentados durante o último Conselho Municipal de Educação público extraordinário, que reuniu os vários parceiros e comunidade educativa do município. O encontro ficou marcado pelo lançamento dos programas educativos municipais para o presente ano letivo, um conjunto de propostas que vão de encontro aos objetivos da Cidade Educadora.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “o desfaio da educação é cada vez mais amplo e multidisciplinar. Enquanto município educador, Vila Nova de Famalicão assume os princípios da educação como estratégia de desenvolvimento do território”.

Neste âmbito, “a presença da autarquia na escola procura ser o mais abrangente possível e vai muito além do edifício físico”. Através dos múltiplos projetos educativos promovidos pelo município pretende-se “valorizar e diferenciar a escola”. “Não devemos padronizar os alunos, pelo contrário devemos potenciá-los nas suas diferenças”, acrescentou o autarca.

Paulo Cunha sublinhou ainda que “as escolas devem ter as condições necessárias para introduzir novos projetos, para inovar e fazer coisas novas e mais cativantes”.

Atualmente, a autarquia promove mais de duas dezenas de programas educativos destinados aos vários ciclos escolares e que se dividem em várias temáticas.

No que diz respeito à promoção do património cultural, local e da cidadania, a autarquia disponibiliza para além do programa “Viagens pelo Património Cultural”, o “Mais Cidadania” que pretende promover o conhecimento do meio social, cultural e local para os alunos do 1.º ciclo e o “Mais Cidadania Jovem” para alunos do 2.º, 3.º e secundário com o objetivo de promover o conhecimento dos órgãos do poder local contribuindo para uma maior aproximação da Administração Pública aos jovens. Destaque ainda para a “Escola de Educação Rodoviária” destinada ao 1.º ciclo que pretende despertar nas crianças atitudes corretas de circulação na via pública e para o programa “Ser Europa” para alunos e professores do 3.º ciclo e secundário que tem como objetivo capacitar os participantes e alavancar projetos que permitam o acesso a oportunidades de intercambio internacional e diálogo intercultural.

No âmbito da promoção das competências sociais e emocionais, a autarquia apresenta três programas direcionados para às várias idades e encarregados de educação. O “crescer a Brincar” destina-se ao pré-escolar e 1.º ciclo e pretende promover a disciplina, o autocontrolo e a autoestima. Para os alunos do 2.º ciclo e 3.º ciclo existe o programa “Acompanhar” com o objetivo de criar processos potenciadores da melhoria do rendimento escolar, inclusão e envolvimento social. Referência ainda para o programa “Educação Parental” destinado aos encarregados de educação.

No que diz respeito à promoção dos conteúdos curriculares realce para os programas “Falar, Ler e Escrever”, “Plataforma Ainda Estou a Aprender” e “Litteratus” para as crianças do pré-escolar e 1.º ciclo e com o objetivo de aumentar os níveis de literacia e despertar nos alunos o prazer pela leitura. Destaque ainda para o “Hypatiamat” para os alunos do 2.º ano do 1.º ciclo e que pretende melhorar os resultados da matemática. “Bué de Ciência” e “Made 4 Schools” destina-se ao 1.º ciclo e 3.º e 4.º anos e quer despertar o interesse pelas ciências experimentais. No pré-escolar destaca-se ainda a “Psicomotrocidade” para o desenvolvimento das capacidades físicas.

Na promoção de competências empreendedoras, inovação e criatividades estão englobados os programas “Ter Ideias para Mudar o Mundo”; “My Machine” e “Escolas Empreendedoras”. Os projetos destinam-se a todos os ciclos desde o pré-escolar ao secundário e pretendem promover junto das crianças e jovens competências empreendedoras e o espirito de iniciativa. Para o 3.º ciclo e secundário existe o “Projeto Concelhio de Intervenção Vocacional” que se desenvolve em conjunto com a rede de psicólogos dos estabelecimentos de ensino e pretende dinamizar um grupo de trabalho com vista à realização de ações concertadas no território.

Por fim, destaque para a promoção da inclusão e da equidade que se concretiza através do Centro de Recursos Educativos com inúmeras atividades.

Para Paulo Cunha, este conjunto de programas educativos colocam “Famalicão num patamar de excelência no que diz respeito à educação”.

 

Fonte: Município de Famalicão

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos. Gostaríamos de poder vir a admitir pelo menos um jornalista a tempo inteiro que dinamizasse a área de reportagem e necessitamos manter e adquirir equipamento. Para além disso, há ainda uma série de outros custos associados à manutenção da Vila Nova na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbanking.

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Política, Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.