Vila Nova de Famalicão

Ensino | CIOR inicia geminação com Instituto Politécnico S. Francisco de Assis de Moçambique

Ensino | CIOR inicia geminação com Instituto Politécnico S. Francisco de Assis de Moçambique

 

 

Os diretores da Escola Profissional CIOR, Amadeu Dinis e José Paiva, deram início, no passado dia 22 de setembro, a um processo de geminação desta escola famalicense com uma escola moçambicana, da província de Maputo, numa visita de trabalho que efetuaram a Moçambique  e que terminou na passada semana.

Esta visita decorreu no âmbito da parceria que vigora há anos entre a CIOR e a Fundação Portugal África, com o patrocínio dos ministérios da educação de Portugal e Moçambique.

Neste contexto, aqueles diretores iniciaram este périplo com uma visita à embaixada portuguesa, tendo sido recebidos, seguidamente, no Ministério da Educação de Moçambique.

Nestes encontros institucionais, foram apresentados os objetivos traçados pelas partes, tendo em vista o alargamento e consolidação dos pressupostos e objetivos e ações desta parceria.

O momento mais importante desta visita decorreu no Instituto Politécnico de S. Francisco de Assis, em Mumemo, Marracuene, província de Maputo, uma vez que se tratou de uma visita preparatória tendo em vista a geminação entre esta escola e a Escola Profissional CIOR. Depois das visitas às instalações deste Instituto realizaram-se um conjunto de reuniões com alunos, funcionários, professores e diretores. Seguidamente foi desenhado o pré-programa da geminação e a calendarização da próxima visita preparatória, deste Instituto à escola famalicense.

Na Escola Profissional de Inharrime, na província de Inhambane, onde foi apresentado o projeto educativo a esta escola comunitária salesiana, os representantes da CIOR visitaram as instalações e partilharam os aspetos mais marcantes dos sistemas de ensino de ambos os países.

Para Amadeu Dinis, este processo de geminação é mais um “grande passo nesta caminhada de cooperação solidária e educativa”, iniciada em 2009, ano em que a CIOR começou a acolher regularmente alunos e professores provenientes deste país lusófono, tendo até ao momento formado e capacitado 13 técnicos em diferentes áreas de formação e 2 professores.

Ainda no que diz respeito a esta geminação, conforme palavras do diretor da CIOR, para além da consolidação dos pressupostos em curso, “os grandes objetivos estarão relacionados com a transferibilidade de conhecimento, know-how e partilha de experiências pedagógico-didáticas entre as duas escolas profissionais”, tudo devidamente enquadrado na “missão da CIOR no atinente à sua internacionalização e cooperação para o desenvolvimento, nomeadamente com os países africanos de língua portuguesa”, realçou Amadeu Dinis.

 

Fonte: CIOR

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos. Gostaríamos de poder vir a admitir pelo menos um jornalista a tempo inteiro que dinamizasse a área de reportagem e necessitamos manter e adquirir equipamento. Para além disso, há ainda uma série de outros custos associados à manutenção da Vila Nova na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbanking.

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.