Segurança | Inovação SCOOP: ‘Musgo’. Casaco para peões e ciclistas brilha no escuro com inteligência portuguesa

Segurança | Inovação SCOOP: ‘Musgo’. Casaco para peões e ciclistas brilha no escuro com inteligência portuguesa

 

 

Na passada segunda-feira, dia 10, chegou ao mercado nacional, um casaco tecnológico 100% português dotado de iluminação inteligente com fibras óticas. Produzido em Vila Nova de Famalicão, pela SCOOP, especialista em têxteis técnicos, que se associou às startups VIME e LAPA para desenvolverem este produto inovador, o Musgo, assim foi designada esta peça de vestuário, assenta em três pilares: segurança, inovação e proteção do ambiente.

 

 

O conceito Musgo dirige-se a quem anda a pé, faz corrida ou circula de bicicleta, dando visibilidade para usufruto pleno da vida ao ar livre, e pretende ajudar a combater a sinistralidade de peões e ciclistas nas estradas, a partir da ideia de controlar o escuro, ou seja, o ambiente em que acontecem 75% dos acidentes com peões, mediante um design combinado com conhecimento técnico ao nível do estado-da-arte para providenciar elevada qualidade e uma experiência de uso enriquecida. As preocupações ambientais são também uma das características, promovendo uma pegada ecológica reduzida uma vez que as peças Musgo serão feitas com um tecido realizado a partir de cascas de coco recicladas.

Este casaco iluminado dispõe de uma aplicação móvel para utilização em smartphone, que permite selecionar a cor, a intensidade e a frequência do efeito de piscar, quer manualmente, quer utilizando os sensores existentes em qualquer telemóvel.

“O sistema de iluminação inteligente com fibras óticas que desenvolvemos aumenta a segurança dos utilizadores através da iluminação ativa e é ‘inteligente’ graças ao recurso a sensores que existem num smartphone e que ajudam, por exemplo, a sinalizar a travagem de um ciclista ou informar um trabalhador que saiu da área de segurança”, explica Filipe Magalhães, diretor científico e tecnológico da VIME.

Os promotores adiantam ainda que “a tecnologia do Musgo permite sinalizar automaticamente a travagem ou desaceleração de um ciclista para os condutores em redor, indicar automaticamente a um caminhante ou corredor que alcançou uma determinada localização geográfica ou avisar automaticamente um trabalhador que ultrapassou um perímetro de segurança”.

É a partir de Cavalões, Vila Nova de Famalicão, que a SCOOP produz vestuário técnico para ski e montanha, golfe, ténis e fitness. No currículo da empresa está o fabrico dos equipamentos para a equipa olímpica de inverno da Rússia, o fardamento para a Federação Italiana de Ski e para a Expo’98 ou o vestuário para a edição comemorativa dos 50 anos da Liga de Futebol Norte-Americana.

Para produzir o casaco, os promotores do Musgo acabam de lançar uma campanha de crowdfunding, na Indiegogo, com a qual esperam angariar cerca de 70 mil euros. Nessa plataforma, durante a campanha, o casaco vai estar disponível a um custo de 287 dólares (o equivalente a cerca de 250 euros), sendo que este preço é exclusivo para doadores. Após o final da campanha, e dependendo dos objetivos atingidos, o casaco irá estar disponível por um preço que deverá rondar os 600 dólares num sítio dedicado ao produto, não estando para já prevista a sua disponibilização em lojas físicas.

Para além de Portugal, o casaco quer chegar aos mercados norte-americano, ao Canadá, Reino Unido
e países do Norte e Centro da Europa, Holanda, Alemanha, Áustria, Polónia, Bélgica, Noruega, Suécia,
Finlândia, países onde as horas de sol são reduzidas e, por isso, há maior procura deste tipo de soluções.

 

Fontes: Scoop e Famalicão MadeIN

 

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos. Gostaríamos de poder vir a admitir pelo menos um jornalista a tempo inteiro que dinamizasse a área de reportagem e necessitamos manter e adquirir equipamento. Para além disso, há ainda uma série de outros custos associados à manutenção da Vila Nova na rede.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de multibanco ou netbankimg.

 

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Economia

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.