8/9 Porto, Lisboa, Faro

Ambiente | Marcha pelo Clima acontecerá no Porto e em todo o mundo a 8 de setembro

Ambiente | Marcha pelo Clima acontecerá no Porto e em todo o mundo a 8 de setembro

 

 

**Parar o petróleo! Pelo clima, justiça e emprego!**

Este é o mote para a marcha que se irá realizar no próximo dia 8 de setembro e que está a ser preparada por diversas organizações ligadas à defesa do ambiente, sobretudo associações ativistas e movimentos cívicos em cujo polo de ação se encontram os valores ambientais, ainda que não de forma exclusiva, mas também alguns partidos políticos.

 

 

Entre as associações subscritoras da iniciativa contam-se a Famalicão em Transição, Campo Aberto, GAIA – Grupo de Ação e Intervenção Ambiental,  JOC – Juventude Operária Católica, Livre, Marcha do Orgulho do Porto, PALP – Plataforma Algarve Livre de Petróleo, Precários Inflexíveis, Preservar Aljezur, Slow Food Algarve, SOS Racismo,  SPN – Sindicato de Professores do Norte, SPGL – Sindicato dos Professores da Grande Lisboa, TROCA – Plataforma por um Comércio Internacional Justo e ZERO. No que se refere a partidos políticos destacamos o Bloco de Esquerda, mas encontram-se também entre os subscritores o PAN – Partido Pessoa, Animais, Natureza e o Partidos Os Verdes.

A 8 de setembro próximo, estas entidades e todos quantos se associem à organização da Marcha, encontrar-se-ão unidos num gigantesco movimento de mobilização internacional a que foi dado o nome de “Rise for Climate” para exigir um mundo livre dos combustíveis fósseis, no qual as pessoas e a justiça social estejam acima dos lucros.

O movimento “Rise for Climate” considera que “uma  verdadeira mudança climática não se pode concretizar sem a imprescindível participação das bases”, o que significa que o poder decisório deva estar nas mãos das pessoas em vez das corporações e respetivos interesses. Considera ainda o “Rise for Climate” que só assim será possível obter “uma vida melhor para quem trabalha e justiça para as populações mais afetadas pelos impactos das alterações climáticas e pelas atividades das petrolíferas”.

A Marcha pelo Clima concentra, por isso, duas exigências dos poderes políticos: de um lado, “uma transição justa e rápida para as energias renováveis”, de outro, “zero infraestruturas de combustíveis fósseis novas: nem em Aljezur, nem em Aljubarrota, nem em lugar nenhum”.

Em Portugal, a Marcha pelo Clima irá acontecer em:

Para mais informação, consulte:

Salvar o Clima

Rise for Climate

 

Fontes: Salvar o Clima e Rise for Climate

 

Obs: Em atualização

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.