Salvador Coutinho

Poesia | Prenda mais, Morro por ti: XIII – as mulheres decotam-se empinam peitos

Poesia | Prenda mais, Morro por ti: XIII – as mulheres decotam-se empinam peitos

Pub

 

 

 

as mulheres decotam-se empinam peitos

sobem os topes

mandam às favas os fios dentais e as cuecas

e um pardal (malandro e malabarista)

armado em colibri

bate as asas nas hastes das ervas espigadas à conta das sementes

já o miúdo seis anos brincava em cima da mesa do café

motocicleta miniatura

paralelepípedos publicidade estampada três faces

bio-trina-multifrutos-vitaminas+A+C+E (matéria gorda – 0%)

fez uma ponte

a motocicleta à socapa pela mão do miúdo passava por baixo

e ele ensonado observava pleno

cabeça (parietal direito) pousada

na palma da mão

na crista do braço

a preparar as atitudes próprias sabendo um dia ia ser adulto

 

 

Pub

Categorias: Cultura

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Salvador Coutinho

António José Salvador Coutinho nasceu em Espinho, em 1935, e reside em Vila Nova de Famalicão desde 1944. Advogado, licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, enquanto trabalhador da Fábrica de Pneus Mabor. Foi jogador de futebol e de hóquei em patins (defesa da Seleção do Minho). Detém a medalha de homenagem de Mérito Desportivo atribuída pelo Famalicense Atlético Clube a 12 de novembro de 1956. Foi Presidente do Congresso da Federação Portuguesa de Columbofilia e detém a Medalha Dourada da mesma Federação. Como trabalhador, ajudou à consciencialização democrática dos trabalhadores antes do 25 de Abril e, junto de vários sindicatos, desenvolveu, já como advogado, ações de preparação para a cidadania (o que lhe valeu ser submetido a dois interrogatórios pela polícia política do regime de então - PIDE/DGS). Iniciou-se na poesia e na prosa com colaborações em vários jornais, nomeadamente na Estrela do Minho (primeiro texto publicado), Estrela da Manhã, Notícias de Famalicão e Democracia do Norte. Foi criador do primeiro suplemento literário do Notícias de Famalicão. Depois foi escrevendo....

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.