Projecto tem custo previsto de cerca de 2,8 milhões de euros

Mobilidade | Braga avança com requalificação e ampliação da ciclovia da Via da Encosta

Mobilidade | Braga avança com requalificação e ampliação da ciclovia da Via da Encosta

Pub

 

 

Braga vai avançar com um projeto que contempla a reabilitação integral dos cinco quilómetros da ciclovia da Variante da Encosta, no eixo formado pelas Avenidas D. João II, Alfredo Barros e dos Lusíadas, bem como a sua extensão em cerca de 1.8 quilómetros até à entrada principal da Universidade do Minho.

O projeto visa melhorar as condições de circulação dos peões, com a criação de novas passadeiras, reformulação do desenho das rotundas e a adopção de medidas de acalmia de tráfego com vista à humanização do espaço público, redução da primazia do automóvel e promoção dos modos suaves.

Segundo Miguel Bandeira, vereador do Ordenamento e Mobilidade do Município de Braga, este projeto de transformação e intervenção na rede pedonal e ciclável prevê a sobreelevação de passadeiras, a inclusão de passadeiras acessíveis, a introdução de diversas medidas de acalmia de tráfego e uma maior segurança na circulação. O projeto, aprovado esta semana em sede de reunião do Executivo Municipal, está pronto a avançar para concurso público.

Enquadrado no conjunto de iniciativas previstas no Plano de Ação da Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) desenvolvido para a Cidade de Braga, o projecto tem um custo previsto de cerca de 2,8 milhões de euros.

Medidas aumentam segurança pedonal e ciclável e acessibilidade inclusiva

Ao nível pedonal serão criadas novas travessias e requalificadas as existentes, sendo que nos entroncamentos das avenidas as travessias serão quase todas sobrelevadas. Quanto às travessias transversais às avenidas, serão também criadas novas, algumas das quais sobrelevadas, promovendo o seu atravessamento seguro.

Encontram-se igualmente contempladas passadeiras em vias perpendiculares até agora eram inexistentes, garantindo assim a acessibilidade inclusiva em todo o percurso. Outra das alterações principais prende-se com o alargamento das passadeiras, tornando-as mais visíveis e seguras para o peão.

Em todas as áreas de intervenção nos atravessamentos pedonais serão introduzidos pavimentos em material de cor e textura contrastante, seguindo as recomendações da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO). “Este é um compromisso que assumimos no âmbito do projeto ‘Eu Já passo aqui!’ – criar condições de segurança para todos e de inclusão no âmbito da mobilidade pedonal. São cerca de 20.000 m2 de passeios acessíveis neste projeto”, acrescentou Miguel Bandeira.

Quanto ao modo ciclável serão redesenhados os percursos das bicicletas, eliminando a guia e a diferença de cota entre as ciclovias e as faixas de rodagem. Serão criados apenas elementos materializados nas proximidades dos cruzamentos e rotundas para proteger os ciclistas. Na restante área, a separação dos espaços será feita com recurso a elementos de borracha reciclada.

Uma outra medida importante é a retificação das rotundas existentes no sentido de controlar as velocidades praticadas, aumentando fortemente a segurança. Serão também requalificadas as paragens de autocarro existentes, formalizando as suas baías de paragem e dotando as zonas de espera de novos abrigos.

Imagens: Município de Braga

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.