Mariana Carvalho

Política e Políticos | (In)Experiência política

Política e Políticos | (In)Experiência política

 

Faz agora um ano que entrei/estou na política. Nunca fico confortável quando utilizo estas expressões… Se uso o termo entrar parece-me que entrei numa espécie de seita estranha, se uso o termo estar, paira uma espécie de abulia e parece-me que estou à espera de alguma coisa disto. Digamos, então, que há um ano que me esforço por fazer políticas em Barcelos. Soa diferente!

Na altura, fui anunciada pela comunicação social como inexperiente. Muito bem! Comecemos então por aqui.

Ao que parece, para muitos, a entrada na política ativa e partidária é o princípio de todas as coisas. Pois não é! Parece incrível, mas realmente a minha vida começou antes. Nasci em Barcelos há quase 41 anos, estudei em Barcelos, vivo e trabalho em Barcelos. Casei em Barcelos e as minhas filhas estudam nas escolas de Barcelos. Vou ao banco e ao supermercado em Barcelos. De um modo muito simples, esta introdução, por si, já poderia traduzir grande parte da motivação que me levou a assumir uma função política e pública em Barcelos, mas posso especificar um pouco mais.

Voto desde os 18 anos e pago impostos desde os 22. Fiz licenciatura, mestrado e doutoramento. Acredito no trabalho. Acredito no mérito. Sou docente do IPCA, onde faço parte dos órgãos nos quais se delineiam as estratégias para a instituição. Já trabalhei com diferentes presidentes, diretores, colegas e funcionários. Pessoas de quem gosto e outras que nem por isso. Pessoas em quem confio e outras que nem por isso. Sou professora de centenas de estudantes por ano. Prezo a competência e a entrega. Quem me conhece, sabe que trabalho com a alma. Para além de Matemática ou Estatística, tento formar massas críticas, capazes e positivas, que assumam as suas responsabilidades. Gosto pouco da vitimização. Cansa-me. Tornei-me militante do PSD depois de perder as eleições autárquicas. Ensinaram-me desde cedo a estar ao lado das minhas convicções, não dos vencedores. E pronto. Aqui estou! Isto é ser inexperiente? Muito obrigada!

Volvido, então, um ano da tal experiência iluminada que, pelos vistos, só os políticos têm, penso que já adquiri algum estatuto para dizer algumas coisas sobre as pessoas inexperientes.

As pessoas inexperientes não estão assim tão preocupadas com a cor política do concelho. Na realidade, elas querem boas estradas para chegarem a casa ao fim do dia de trabalho, querem que a empresa onde trabalham labore com boa saúde para garantirem melhores condições para si e para os seus, querem que a escola dos seus filhos lhes crie boas alternativas nas tardes em que não têm aulas, querem ir jantar fora e ao cinema sem precisarem de ir a Braga, querem segurança quando os seus filhos saem à noite, querem espaços de lazer e desportivos, querem o rio, querem um hospital com instalações dignas, seguras e com todas as valências que um concelho grande impõe, querem que quem manda não faça do povo burro e ignorante e querem, ainda, e simplesmente, dizer com orgulho que são de Barcelos. É isto que os inexperientes querem!

Os inexperientes estão cansados das suspeições graves que se levantam sobre os políticos e que, depois, fique tudo “em águas de bacalhau”. Por sua vez, os inexperientes estão cansados das “montanhas que parem ratos”, das grandes parangonas sem conteúdo. Os inexperientes estão, também, cansados de uma espécie de terrorismo jornalístico inconsequente e sem imparcialidade. Os inexperientes estão cansados de já não haver respeito pelas pessoas e pelas instituições. Os inexperientes estão cansados de não haver uma justiça que funcione de facto, sem os habituais linchamentos na praça pública. Os inexperientes estão cansados que se protejam os seus e que se ataquem os outros.

Como me disse um dia um amigo, muito experiente, é necessário devolver “à política o que é da política, à justiça o que é da justiça e à vergonha o que é da vergonha”. Eu concordo inteiramente com isto, mas cuidado, se calhar eu não percebo nada disto. Continuo, tal como a maioria, muito inexperiente.

 

Pub

Categorias: Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Mariana Carvalho

Mariana Carvalho nasceu a 18 de setembro de 1977, em Barcelos, cidade onde também reside. É licenciada e mestre em Matemática, tendo concluído o seu doutoramento em Engenharia Industrial e de Sistemas, em 2012. É Professora e Investigadora da Escola Superior de Tecnologia, do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, desde 2001, onde tem assumido inúmeras funções de coordenação e participação em comissões pedagógicas e científicas, em atividades académicas de ligação à comunidade e, também, nos seus órgãos colegiais e de responsabilidade académica. É Vereadora da Câmara Municipal de Barcelos, desde outubro de 2017.

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.