Guimarães

Portugal, Dia Um | Domingos Bragança pretende feriado nacional a 24 de Junho

Portugal, Dia Um |  Domingos Bragança pretende feriado nacional a 24 de Junho

Pub

 

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, destacou, no seu discurso da Sessão Solene do 24 de junho em Guimarães, que contou com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, a determinação em “lutar para que Portugal e a sua diáspora venham a reconhecer o 24 de junho como feriado nacional e a celebrá-lo como momento fundador da identidade e autodeterminação de uma das mais antigas nações do mundo” fazendo questão de realçar esta vontade “em nome dos vimaranenses”, numa alusão histórica à Batalha de São Mamede.

 

 

Para Domingos Bragança, “Guimarães é uma história feita de futuro”. Apontou esse caminho com novos desafios, tendo por base “a qualificação dos jovens e dos trabalhadores, a inovação e empreendedorismo, o desafio do ambiente e da sustentabilidade e a competitividade à escala global”. Garantidamente, Guimarães terá “uma fortíssima aposta na formação e criação de conhecimento”, realçou o presidente da autarquia, destacando a execução de obras como a Escola de Hotelaria do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, a criação de condições para que a atual unidade passe a Instituto da Universidade das Nações Unidas para a Governação Eletrónica.

Reforçando a cooperação com a Universidade do Minho, Domingos Bragança anunciou ainda a instalação imediata das licenciaturas em artes performativas e em artes visuais, no Teatro Jordão e Garagem Avenida. Entretanto, no Avepark, será instalada a futura sede do Centro das Descobertas para as Tecnologias de Saúde e Medicina de Precisão.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, apontou que “Guimarães está a criar condições para uma liderança do conhecimento a nível europeu” e considerou um exemplo pelas apostas desenvolvidas no Campus de Couros, com a Universidade das Nações Unidas e o Centro de Ciência Viva e enalteceu “o Centro de Excelência em Medicina Regenerativa ao mais alto nível europeu situado no Avepark”.

Segundo o Ministro, “Guimarães é uma cidade de futuro, pelo que daqui a 10 anos, quando celebrar os 900 anos da Batalha de S. Mamede, pode ser uma Cidade líder do conhecimento na Europa”.

Na Sessão Solene evocativa do 24 de Junho, data da efetiva independência de Portugal, dada a assunção da região como autêntico país a partir da vitória em S. Mamede sobre os leoneses, foi momento de grande destaque a atribuição de Medalhas de Honra Municipais a António Mota Prego e João Gomes Alves e a atribuição das Medalhas de Mérito Municipal a Arménio Sá (Mérito Artístico), Manuel Mendes (Mérito Desportivo) e João Sousa (Mérito Desportivo), este último representado pelo seu pai, Armando Marinho de Sousa.

.

Pub

Categorias: Política

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.