Tecnologia | TSF – Metalúrgica, de Ribeirão, quer crescer para acompanhar a aeronáutica

Tecnologia | TSF – Metalúrgica, de Ribeirão, quer crescer para acompanhar a aeronáutica

 

Com um projeto de inovação produtiva concluído no final de 2017 e um de I&D em curso, com o apoio do INEGI – Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial, a TSF – Metalúrgica de Precisão, de Ribeirão, aguarda a abertura de um novo concurso do Portugal 2020 para submeter mais um investimento produtivo, de ampliação das instalações e compra de novos equipamentos, para melhor servir os seus clientes da indústria aeronáutica.

.

.

O valor não está definido, mas será da ordem dos dois a três milhões, a somar aos quatro milhões de investimento já realizado. A empresa famalicense quer aproveitar também para evoluir para a impressão 3D e avançar ainda mais na digitalização.

Com 93 trabalhadores e uma faturação de 5,7 milhões de euros (+13% do que no ano anterior), a TSF produz desde as máquinas que enchem os frascos de perfume da Chanel ou da Dior, a válvulas para centrais nucleares, passando por máquinas para a indústria alimentar ou ferramentas para a montagem de aviões, valendo esta última área de negócio quase 30% das vendas.

Exporta 95% da produção, para clientes tão variados como a Airbus, Bosch, Consoveyo, Michelin ou a Tefal. Este ano espera chegar aos 7 milhões de euros de faturação.

 

Pub

Categorias: Editorial

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.