31/5 | Vila Nova de Famalicão

Visão’25 | Afirmação e projeção do Concelho. Boas práticas podem candidatar-se até 31 de maio

Visão’25 | Afirmação e projeção do Concelho. Boas práticas podem candidatar-se até 31 de maio

Termina a 31 de maio próximo o prazo para poder candidatar a sua empresa e/ou iniciativa ou projeto aos Selos Famalicão Visão’25 – 3ª edição, iniciativa promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão. Estes pretendem reconhecer e valorizar publicamente boas práticas em iniciativas, ações ou projetos, produtos ou serviços inovadores que contribuem para a afirmação e projeção do Concelho. 

.

.

Através do Plano Estratégico 2014-2025, o Município pretende afirmar o concelho como uma sociedade coesa e solidária, com uma economia inovadora e empreendedora, em convivência com uma paisagem urbano-rural ambientalmente qualificada e com uma individualidade própria. Nesse sentido, o reconhecimento público de boas práticas em diversos domínios, nomeadamente os económico, ambiental, comunitário e de voluntariado são o objetivo da inicativa Selos Famalicão Visão’25.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “Vila Nova de Famalicão é um terreno fértil para o surgimento de projetos e ideias inovadoras nas mais variadas áreas. O roteiro a que dedico habitualmente as sextas-feiras são bem exemplo disso mesmo”, afirma, acrescentando que “desde o início do ano, já foram realizadas perto de duas dezenas de visitas a projetos criados por gente empreendedora, que contribuem todos os dias para o crescimento e engrandecimento de Vila Nova de Famalicão”.

Mas não é só Paulo Cunha que reconhece a veia inovadora e empreendedora dos famalicenses. Na semana passada, o ministro da Economia, Caldeira Cabral, no Fórum Económico Famalicão Made In, afirmou que “Vila Nova de Famalicão demonstra que a competitividade se faz com inovação.”

Foi neste sentido que o município decidiu implementar os Selos Famalicão Visão’25, uma espécie de chancela municipal de qualidade. “Queremos premiar e distinguir os projetos e iniciativas promovidas por esta gente empreendedora, ações que contribuem para o fortalecimento da nossa terra e impulsionam o crescimento inteligente, sustentável e inclusivo de Vila Nova de Famalicão”, explica Paulo Cunha, salientando ainda que “queremos que estas iniciativas sirvam de exemplo para a comunidade e sejam também um motivo de orgulho coletivo”.

O reconhecimento público de boas práticas nos domínios económico, ambiental, comunitário e do voluntariado é o objetivo desta iniciativa através da qual a Câmara Municipal quer contribuir para um dos grandes desígnios do Plano Estratégico 2014-2025: afirmar o concelho como uma sociedade coesa e solidária, com uma economia inovadora e empreendedora, em convivência com uma paisagem urbano-rural ambientalmente qualificada e única.

Os selos reconhecem iniciativas, ações ou projetos de pessoas, empresas, instituições e associações com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade. E são justamente consideradas boas práticas por serem inovadoras e inspiradoras, por reforçarem os valores e a identidade famalicenses, por impulsionarem o crescimento inteligente, sustentável e inclusivo e, ainda, por promoverem a afirmação territorial do concelho.

A atribuição dos Selos Famalicão Visão’25 acontece pelo terceiro ano consecutivo, tendo sido já reconhecidos cerca de duas dezenas e meia de projetos de caráter educativo, inclusivo, empresarial, mas também de voluntariado, solidário, ambiental e de responsabilidade social. No fundo, o selo representa um prémio que identifica e reconhece as boas práticas com impactos positivos no território, na economia e na sociedade, que sejam inovadoras e inspiradoras, que expressem os valores e reforcem a identidade famalicense.

Recorde-se que são quatro as categorias a concurso:

Famalicão Made IN (projetos empreendedores que potenciem a incorporação tecnológica e aumentem a competitividade e internacionalização do território);

B-Smart Famalicão (projetos que promovam uma economia mais eficiente na utilização de recursos);

Famalicão Voluntário (projetos que reforcem o capital social e impulsionem novos ambientes de participação e envolvimento ativo); e

Famalicão Comunitário (projetos coletivos e de cooperação e colaboração entre atores públicos e privados, potenciadores dos valores do futuro).

Para reconhecimento e atribuição dos Selos Famalicão Visão’25 são admitidas as propostas recebidas até 31 de maio próximo através da submissão de formulário, embora ainda não seja conhecida a data de atribuição dos prémios. As propostas submetidas são analisadas por um júri externo.

Podem concorrer aos Selos Famalicão Visão’25 empresas, associações, escolas ou movimentos informais. Para se candidatar, consulte o formulário de inscrição disponível online, na página oficial do Município.

.Artigos 

Artigos relacionados:

No ano passado, 2017, o Projeto Pelo Gesto e Pelo Som, da Escola Básica de lagoa, foi um dos vencedores na categoria Força V.

Saiba mais em Língua Gestual Portuguesa | pelo Gesto e pelo som, comunicar entre surdos e ouvintes.

.

Pub

Categorias: Sociedade

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.