Ricon | Conceição Dias e Sonix contratualizam instalações, 160 ex-funcionários já têm trabalho

Ricon | Conceição Dias e Sonix contratualizam instalações, 160 ex-funcionários já têm trabalho

Pub

Conceição Dias, líder do grupo têxtil que a Sonix integra, acaba de realizar mais uma “aquisição.” Trata-se, neste caso, do arrendamento das instalações da antiga Ricon Industrial, em Ribeirão, Famalicão. Para o efeito, assinou, em Anadia, um acordo que prevê o pagamento de um aluguer mensal cujo valor aproximado ronda os 17.000,00 euros. Está, assim, dado em definitivo o primeiro passo no encontrar de uma solução para este grave problema que afligia Famalicão e os ex-trabalhadores da Ricon, em particular.

.

.

Segundo o Jornal de Negócios,  o grupo têxtil de Barcelos pretende retomar o fabrico de calças e casacos naquela unidade industrial. Para o efeito, a Sonix contratualizou já o arrendamento das instalações, bem como de parte dos ativos da falida Ricon Industrial. Este contrato, nesta fase, firmado com o administrador judicial da insolvência, Pedro Pidwell, é válido pelo período de seis meses, tendo a Sonix a opção de renovação por um novo período de três meses.

Samuel Costa, administrador do grupo barcelense, adiantou ainda ao Jornal de Negócios que estão a ser concluídas “algumas alterações na linha de produção.” Acrescentou ainda que o Grupo realizará um investimento adicional de cerca de 350 mil euros em novos equipamentos. O gestor declarou ainda acreditar que este acordo para arrendamento permite perspetivar um futuro bem mais longo à sua frente.

Anteriormente era já conhecido o facto de a Sonix ter contratado cerca de 160 ex-funcionários da empresa, trabalhadores esses altamente qualificados e que representam aproximadamente a quarta parte da força de trabalho industrial despedida pelo falido Grupo Ricon. Recorde-se que, segundo notícias já vindas a público anteriormente, estes e outros trabalhadores estavam também a ser aliciados pela Valérius Têxteis, empresa concorrente da Sonix, também de Barcelos, que se encontrava na corrida por estas instalações, assim como pela TMG, segundo consta, que estará interessada em ficar com uma outra unidade industrial do Grupo Ricon, a Delcon, de Fradelos.

O grupo têxtil liderado por Conceição Dias, que emprega atualmente cerca de 400 pessoas e fatura aproximadamente 60 milhões de euros, encontra-se já a “produzir protótipos e pequenas séries”, de calças e de casacos esperando reativar rapidamente aquela unidade industrial, ainda que, agora, “com clientes, métodos e processos diferentes.” Ao nível dos clientes, a empresa terá mantido, até aqui, contactos não formais com a Gant, mas tais contactos deverão ser oficializados a curto prazo, uma vez que este era um cliente fundamental da Ricon.

Para esta nova operação na área dos tecidos, com a qual acaba por diversificar a atividade têxtil e alargar a sua oferta disponível de produtos e serviços, o grupo têxtil  Sonix irá criar “uma identidade própria”, acabando de vez com o nome Ricon naquela unidade industrial.

.

Recorde-se que o Grupo Ricon entrou em falência devido a um elevado passivo, sobretudo junto da banca e do seu principal fornecedor, a Gant, que ascendia a valores próximos dos 40 milhões de euros.

 

Fonte: Jornal de Negócios

Imagem de destaque: Ricon Industrial  (imagem: Pedro Costa).

.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

Vila Nova é generalista, independente, plural e gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos associados à manutenção e desenvolvimento na rede. Só um jornalismo forte pode garantir qualidade no serviço oferecido aos leitores.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu contributo, ainda que simbólico, sob a forma de donativo através de multibanco ou netbanking.

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Economia

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Comentários

Apenas utilizadores registados podem comentar.