Almada Negreiros no Museu Soares dos Reis

Desenho | VIVA, ALMADA! SIM. e o seu ‘Desenho em Movimento’

Desenho | VIVA, ALMADA! SIM. e o seu ‘Desenho em Movimento’

Pub

 

 

O Museu Soares dos Reis é o ponto de partida do projeto de itinerância que o  Museu Calouste Gulbenkian vai começar a implementar com a apresentação de cerca de nove dezenas das obras de Almada Negreiros. Depois do êxito da exposição “José de Almada Negreiros. Uma maneira de ser moderno”, que atingiu um número superior a 135.000 visitantes, apresentada este ano, em Lisboa, é agora a vez do Porto receber uma parte da obra plástica do grande artista português do Século XX.

A nova exposição, intitulada “José de Almada Negreiros: Desenho em Movimento” será inaugurada a 29 de novembro. A exposição passará a estar patente ao público em geral a partir do dia 30 e disponível até 18 de março do próximo ano.

A propósito da exposição, refere a Gulbenkian na sua revista, que apresenta “um olhar sobre o carácter gráfico e cinematográfico da linguagem artística da modernidade expresso na obra de Almada Negreiros e que persiste quer na pintura e desenho, quer na pintura mural, nos frisos em gesso, nos vitrais e nas tapeçarias que o artista fez em vários trabalhos por encomenda”. Como grande destaque, é apresentado um conjunto de seis vidros originais que Almada pintou à mão” e que foram “descobertos” há poucos meses, durante o período da exposição lisboeta.

José Sobral de Almada Negreiros viveu de 1883 a 1970 e foi tão só um dos grandes artistas portugueses do Século XX. Autodidata por excelência, conseguiu, como alguém disse, ser “Modernista, Futurista e… Tudo”. Legou também por isso múltiplas obras escritas, entre as quais NOME DE GUERRA e A INVENÇÃO DO DIA CLARO, para além do seu muito famoso MANIFESTO ANTI-DANTAS, em que afirmava a quem o queria ouvir:.

BASTA PUM BASTA!

UMA GERAÇÃO, QUE CONSENTE DEIXAR-SE REPRESENTAR POR UM DANTAS É UMA GERAÇÃO QUE NUNCA O FOI! É UM COIO D’INDIGENTES, D’INDIGNOS E DE CEGOS! É UMA RÊSMA DE CHARLATÃES E DE VENDIDOS, E SÓ PODE PARIR ABAIXO DE ZERO!

ABAIXO A GERAÇÃO!

MORRA O DANTAS, MORRA! PIM!

1ªPágina. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Imagem: DR

**

*
VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

A Vila Nova é cidadania e serviço público. Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial) ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91
IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91
BIC/SWIFT: BESZ PT PL
MBWay: 919983484

*

Obs: envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros. Obrigado pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

Categorias: Agenda, Arte, Cultura

About Author

Pedro Costa

Diretor e editor.

Write a Comment

Only registered users can comment.